Sergipe

Governo manda cortar gastos com patrocínios e eventos culturais

O governo quer fortalecer a política de racionalização dos gastos e o Fundo Estadual de Patrocínio para Projetos Sócio-Culturais é uma das áreas atingidas pelos cortes.

30/09/2015 19h03
Governo manda cortar gastos com patrocínios e eventos culturais
A8SE

 

Marcelo Déda determinas cortes (M. Dantas)

No período de 1 a 10 de fevereiro a arrecadação do ICMS, em Sergipe, caiu 14% em relação ao mesmo período de janeiro, o que representa uma diminuição de R$ 7,5 milhões na receita da administração estadual. Os dados apresentados pela Secretaria de Estado da Fazenda comprovam que a crise econômica já apresenta seus reflexos na economia do Estado.
Diante do quadro nada favorável, o governador, Marcelo Déda, foi enfático ao determinar a redução de gastos com despesas de custeio e patrocínios a eventos culturais. "Vamos fortalecer ainda mais a nossa política de racionalização dos gastos de modo a preservar investimentos em áreas fundamentais", enfatizou o governador Marcelo Déda.

 

Áreas

O Fundo Estadual de Patrocínio para Projetos Sócio-Culturais e de Comunicação Social (FEPCS), criado pela Secretaria de Estado da Comunicação Social (Secom) em dezembro de 2007 para apoiar a execução de projetos que fomentem o acesso à cultura e à comunicação, é uma das áreas que serão atingidas pelos cortes.
"Quero contar com a compreensão de todos os prefeitos porque aquilo que não for investido em festas será revertido para áreas como saúde e segurança", explicou o governador.
O governador determinou o envio de um ofício a todos os gestores municipais explicando as medidas adotadas e orientou o secretário da Fazenda, João Andrade, a realizar um novo monitoramento dos gastos da administração estadual para garantir a redução nas despesas de custeio.

 

Tags: