Sergipe

Furto de sinalização contribui para o aumento de mortes por afogamentos

30/09/2015 19h02
Furto de sinalização contribui para o aumento de mortes por afogamentos
A8SE

Grupo Marítimo-efetivo reduzido (Douglas)

Os primeiros números de afogamentos em Sergipe este ano já assustam o Corpo de Bombeiros. Em apenas 20 dias, cinco pessoas morreram afogadas em praias e rios de Sergipe. No ano de 2008 foram registrados 11 mortes e 144 princípios de afogamento.

Esses dados servem de alerta para os banhistas e preocupam os bombeiros que contam com um efetivo mínimo de guarda-vidas para cobrir toda área litorânea de Sergipe.Em Aracaju, o Grupamento Marítimo (GMAR) conta apenas com 10 guarda-vidas para cobrir cerca de 30 quilômetros de área litorânea que vai da Coroa do Meio até o Mosqueiro. "É um efetivo pequeno. É humanamente impossível está em todo lugar", afirma capitão Hetton, sub-comendante do GMAR.

Ele assegura, no entanto, que muitos afogamentos poderiam ser evitados se os banhistas não insistissem em tomar banho em áreas perigosas. De acordo com o capitão, o que também agrava essa situação é o furto de bandeirolas que são fixadas estrategicamente em pontos onde há buracos no mar.

Banhistas ignoram perigo (Divulgação)

" As bandeirolas estão sendo furtadas. Elas servem como indicativos de alerta. Muitas vezes são levadas por banhistas como lembrança e, possivelmente retiradas por comerciantes que vêm essas bandeirolas como prejuízo para os seu negócios. Muitos reclamam que as placas afugentam os turistas da área", disse o sub-comandante.

Além de dificultar o trabalho de combate aos afogamentos, o furto das bandeirolas também causa prejuízo aos cofres públicos. "Por mês se gasta uma média de R$ 1 mil para reposição dessas sinalizações na área litorânea", calcula Capitão Hetton.

Reforço

Guardas-vidas/reforço (Divulgação)

Atualmente, a área litorânea de Aracaju conta com sete pontos de fiscalização. Os guarda-vidas estão presentes em áreas consideradas perigosas: Cinelândia; Tropeiro; Gildão; Praia dos Artistas e Coroa do Meio. Mais dois pontos serão instalados: Sarney e Mosqueiro, disse Capitão Hetton. Ele informou também que para o período de carnaval, o efetivo receberá um reforço de 60 homens para atuar em todo o Estado. "Vamos dobrar a atenção em locais que, tradicionalmente tem folia como Pirambu, Caueira, Neópolis, Santana do São Francisco", afirma.

 

Tags: