Cultura

Estância celebra o ‘Dia do Barco de Fogo’ nesta sexta-feira

O barco é considerado um símbolo da identidade cultural da região

11/06/2021 09h02
Estância celebra o ‘Dia do Barco de Fogo’ nesta sexta-feira
Museu da Gente Sergipana

Nesta sexta-feira, 11, é comemorado o ‘Dia do Barco de Fogo’, oriundo do município de Estância, Zona Sul de Sergipe.

O barco é considerado um símbolo da identidade cultural da região. Mas, foi só em 2011 que o dia dedicado a ele foi instituído no calendário oficial do Estado de Sergipe, em homenagem ao criador da obra, Francisco da Silva Cardoso, conhecido por Chico Surdo. Chico foi o inventor do principal símbolo da cidade, e se estivesse vivo completaria, nesta sexta-feira, 114 anos.

Uma outra grande tradição de Estância é o Busca-Pé e a Espada, onde o barco de fogo está ligado diretamente. Para criar estes fogos são feitos cortes com pedaços de tabocas, enroladas com cordão de algodão e preenchidas com pólvora, pisadas por, no mínimo, uma hora. Para que essa pólvora não empedre é adicionada cachaça.

Muitos outros procedimentos também envolvem a parte estética no formato do Barco, que com o tempo veio tomando outras formas, como por exemplo, podendo representar um avião, um ônibus, um carro, a criatividade e inovação é mantida em aberto. Além disso, o objeto tem cerca de um metro, e é decorado com muita fita, papéis, cordas, tudo que traga cor e alegria.

Para dar o movimento ao barco, é necessário quarto Busca-Pés ou Espadas, duas para ir e duas para voltar. Um cabo de aço é preso a dois pedaços de madeira são colocados de um lado ao outro. Estendido bem no alto é sobre ele que o barco de fogo cruza o céu, em alta velocidade, encantando a todos. O movimento do barco é dado pelo deslizamento sobre os cabos de aço a partir da explosão dos fogos colocados nele.

Hoje, devido a pandemia, ficam apenas as lembranças de uma data que tem bastante significado, não só para a cultura de uma cidade, mas sim de todo um estado. Um dia que marca o surgimento de uma tradição não pode ser esquecido. Hoje é dia de homenagear o maior símbolo do São João do Brasil.