Sergipe

Dupla de motoqueiros tenta matar ‘Xerife’ em Lagarto

30/09/2015 19h03
Dupla de motoqueiros tenta matar ‘Xerife’ em Lagarto
A8SE

Noite de terror no município de Lagarto. Dois homens em uma moto Honda preta e sem placas tentaram matar ontem (11) o comerciante, José Adenilson de Lima, conhecido como "Edmilson de Abílio` e também ‘Xerife`. Segundo informações, a vítima estava conversando com um amigo em via pública quando foi surpreendida pela dupla.

Vários tiros foram disparados. Adenilson foi atingido com um disparo no tórax, sendo socorrido e encaminhado ao hospital regional da cidade, mas por medida de segurança, ele acabou sendo transferido para Aracaju.A polícia ainda não sabe os reais motivos para a tentativa de assassinato, mas não descarta a possibilidade de que o caso tenha ligações com situações ilícitas em que à vítima esteve envolvida.

Em 13 de junho de 2007, Edmilson Abílio e mais 13 pessoas foram presos pela Polícia Federal na ‘Operação Caipora`, acusadas de fazer parte de uma organização criminosa que praticava contrabando de cigarros e outras mercadorias de origem estrangeira. A ação foi resultado de um trabalho de investigação iniciado em 2006.

A quadrilha agia na Ciudad Del Este, na República do Paraguai, e nos Estados de Sergipe, Bahia, São Paulo e Paraná. Os produtos eram levados para o território brasileiro sem recolhimento dos impostos devidos. Na ocasião, PF afirmou que eram introduzidos semanalmente cerca de quatro carregamentos de mercadorias estrangeiras, no valor aproximado de cento e cinqüenta mil reais por carregamento, perfazendo uma movimentação financeira de aproximadamente dois milhões e quatrocentos mil reais por mês.

O esquema contava com a participação de policiais, que facilitavam a prática do contrabando ou descaminho, segundo informações da Polícia Federal.
Na época, a operação mobilizou aproximadamente 150 Policiais Federais nos estados de Sergipe, Bahia, São Paulo e Paraná para cumprir mandados de prisão e 17 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Sergipe.


Os presos foram indiciados pelos crimes de contrabando ou descaminho, facilitação de contrabando, corrupção ativa e passiva, tráfico de influência, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Tags: