Sergipe

Dia Mundial Sem Carro estimula reflexão sobre uso excessivo de automóveis

22/09/2020 17h42 - Atualizado 29/09/2020 às 11h14
page.image.title

O Dia Mundial Sem Carro é uma data internacional celebrada no dia 22 de Setembro, tem como objetivo estimular uma reflexão e propor às pessoas que dirigem todos os dias que revejam a dependência em relação ao uso excessivo do automóvel.

Iniciado por ativistas franceses, o dia é lembrado em várias cidades do Brasil e do mundo. Em entrevista ao Portal A8SE, José Silva de Andrade faz uma breve avaliação sobre optar pelo uso da bicicleta para suas atividades e avalia o trânsito e ciclovias de Aracaju. Em Aracaju, o técnico em agropecuária, geógrafo e ator, José Silva de Andrade, informou que aderiu ao movimento e, durante todo o dia, resolveu realizar suas atividades se locomovendo de bicicleta, como ir de casa para o trabalho, assim como para a realização de suas atividades físicas.

“Foi uma viagem rápida, de minutos, equivalente ao mesmo tempo que eu levo para ir e vir de carro”, contou o geógrafo, afirmando que pretende seguir com o hábito por mais vezes.

Ele ainda orienta que datas como essa são importantes para que a população tenha um estímulo para deixar costumes antigos e ter hábitos mais saudáveis. “É uma atitude muito sustentável, não se gasta combustíveis e faz muito bem à saúde. Precisamos sair do nosso comodismo e encarar esse desafio”, pontuou.

Ele ainda faz uma breve avaliação sobre o trânsito e ciclovias da capital sergipana. “Aracaju é uma cidade-modelo para o Brasil já há algum tempo. Nos últimos anos a cidade vem crescendo bastante em relação às ciclovias. Ao trazermos isso para a nossa realidade percebemos que podemos executar ações para melhorar o nosso trânsito”, defendeu Andrade.

Esperançoso com a chegada das eleições municipais, o ator avalia que ações como essa, voltada às melhorias da mobilidade urbana pelo uso de bicicleta se efetiva com políticas públicas. “Muitas pessoas estão andando de bicicleta e começaram por iniciativas do poder público, é necessário que a próxima gestão continue investindo. A população precisa cobrar essa continuidade, com aprofundamento das políticas públicas”, concluiu.

Tags: