Justiça

Caso Jarbas Feitoza Filho: júri absolve um e condena outro por matar advogado em Aquidabã

A vítima morreu em 2019, quando foi baleado durante um assalto em uma propriedade rural do município.

Por Redação do Portal A8SE 14/10/2021 09h24
Caso Jarbas Feitoza Filho: júri absolve um e condena outro por matar advogado em Aquidabã

O julgamento dos suspeitos de matar o advogado Jarbas Feitoza de Carvalho Filho, de 33 anos, teve início na última quarta-feira (13), em Aquidabã. Após 16 horas, a sentença da Justiça decidiu absolver Gutemberg Barreto, conhecido como "Papá", um dos acusados pelo crime de homicídio qualificado. O outro envolvido no caso, por sua vez, assumiu a autoria dos disparos e foi condenado a 13 anos e 7 dias de reclusão, em regime fechado.

A vítima morreu no dia 11 de março de 2019, quando foi baleado durante um assalto em uma propriedade rural na entrada do povoado Campo Redondo, localizada no mesmo município. No ocorrido, os suspeitos fugiram levando o dinheiro e o aparelho celular do advogado. Ambos foram localizados e presos dias depois do crime.

O absolvido da acusação era amigo da vítima, sendo acusado de articular o crime e armar uma emboscada. Por quatro votos a três, os jurados entenderam que ele não teve participação no crime e decretaram a liberdade.