Solidariedade

Campanha solidária da Prefeitura arrecada 1,5 tonelada de alimentos em três dias

Por PMA 07/04/2021 17h55
Campanha solidária da Prefeitura arrecada 1,5 tonelada de alimentos em três dias
PMA

Em apenas três dias da “Vacinação Solidária”, campanha de arrecadação de alimentos criada pela Prefeitura de Aracaju, a soma da dose de esperança e solidariedade já ultrapassa 1,5 tonelada de alimentos não perecíveis, os quais serão entregues às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza da capital sergipana.

A administração municipal pôs em prática uma série de ações para minimizar os danos e suprir as necessidades básicas dos aracajuanos que vivem em situação de vulnerabilidade social, a exemplo desta ação, iniciada na segunda-feira (5).

De acordo com a secretária da Assistência Social de Aracaju, Simone Passos, a “Vacinação Solidária” é a segunda campanha lançada pela atual gestão durante a pandemia. A primeira, realizada em março do ano passado, também obteve grande adesão.

“Após reunião do Comitê de Operação de Emergência, o COE, pensamos em ações estratégicas emergenciais para atender às demandas espontâneas. Na primeira campanha, conseguimos beneficiar cerca de 2,7 mil famílias aracajuanas de baixa renda, entre pessoas que não receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal, comunidades de religiões de matrizes africanas, população LGBTQIA+, além de pessoas com deficiência e as que corresponderam aos critérios estabelecidos. Obtivemos um resultado muito satisfatório com a soma de esforços da sociedade e de muitos empresários”, ressaltou.

A secretária também conta que a campanha é mais uma ação complementar às ações que já são realizadas nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) da capital com recursos próprios do Município.

“Com a segunda onda da covid-19 e a suspensão temporária do Auxílio Emergencial, novas famílias passaram a solicitar cestas básicas, aumentando a demanda, expressivamente. Das 600 unidades de cestas básicas concedidas mensalmente às famílias de baixa renda assistidas pelos nossos Cras, o número ampliou para 1.200. São novas medidas que potencializam as ações já realizadas regularmente nos Cras com a entrega de cestas básicas”, frisou.

Para a secretária-adjunta da Assistência Social, Selma França, os três primeiros dias da campanha “Vacinação Solidária” refletem a solidariedade do povo aracajuano. "Só tenho a agradecer a Deus e ao povo de Aracaju por somar força ao nosso projeto. A adesão está incrível. Muitas pessoas nem estão na faixa etária de vacinação, mas passam pelos nossos pontos de arrecadação e deixam suas doações. Nosso coração é só gratidão e alegria por esse número de 1 tonelada e meia de alimentos", comemorou.

Onde doar
O ato não é obrigatório. A ideia é que no momento da vacinação, as pessoas, que puderem, façam suas doações, além de motivarem os outros a fazerem o mesmo.

Podem ser doados alimentos não perecíveis nos seguintes pontos arrecadação: no drive-thru para àqueles que recebem as doses da vacina contra a covid-19, montado no Parque Augusto Franco, conhecido como Sementeira, de segunda a domingo, de 8h às 17h, com funcionamento no horário do almoço; no prédio da Estação Cidadania, situado na rua Pacatuba, 64, Centro, de segunda à sexta-feira, de 9h às 15h; e nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBS) com vacinação autorizada, de segunda à sexta-feira, de 8h às 16h, sendo:

- UBS Augusto César Leite (Conj. Santa Tereza);
- UBS João Bezerra (Povoado Areia Branca);
- UBS Niceu Dantas (Povoado Mosqueiro);
- UBS Roberto Paixão (17 de Março);
- UBS Osvaldo Leite (Santa Maria);
- UBS Elizabeth Pita (Santa Maria);
- UBS Humberto Mourão (São Conrado);
- UBS Celso Augusto Daniel (Santa Maria);
- UBS Madre Tereza de Calcutá (Jabotiana);
- UBS Edézio Vieira de Melo (Siqueira Campos);
- UBS Adel Nunes (América);
- UBS Oswaldo de Souza (Getúlio Vargas);
- UBS Maria do Céu (Centro);
- UBS Porto Dantas (Porto Dantas);
- UBS José Augusto Barreto (Japãozinho);
- UBS Carlos Fernandes (Lamarão);
- UBS José Quintiliano (Santo Antônio);
- UBS Eunice Barbosa (Coqueiral);
- UBS João Cardoso (José Conrado de Araújo);
- UBS Anália Pina de Assis (Tamandaré);
- UBS Carlos Hardman Côrtes (Soledade);
- UBS Amélia Leite (Suíssa);
- UBS Augusto Franco (Conj. Augusto Franco);
- UBS Francisco Fonseca (18 do Forte);
- UBS Cândida Alves (Santo Antônio);
- UBS Fernando Sampaio (Conj. Castelo Branco);
- UBS Antônio Alves (Atalaia);
- UBS Marx de Carvalho (Ponto Novo);
- UBS Manoel de Souza (Conj. Sol Nascente);
- UBS Santa Terezinha (Zona de Expansão);
- UBS Dona Jovem (Industrial);
- UBS Joaldo Barbosa (América).