Sergipe

Calor aquece as vendas e incrementa empregos

30/09/2015 18h59
Calor aquece as vendas e incrementa empregos
A8SE

Enquanto a alta temperatura incomoda aos aracajuanos, alguns setores do comércio lucram com o calor. O verão aquece os negócios de diversas atividades econômicas, cujos produtos estão ligados diretamente à estação mais quente do ano. Para atender ao aumento da demanda, empresas aumentam a produção, proporcionando também novos empregos e geração de renda.Em áreas como bebidas, sorvetes, ar-condicionado, cosméticos e até mesmo moda, a alta temporada pode representar até 70% de todo o volume de negócios no ano. A venda de cerveja é um dos termômetros que medem o incremento proporcionado pela alta estação. No mercado varejista, as redes de supermercados também apostam no verão, com a ampliação da oferta de produtos sazonais.

Nas ruas da cidade a presença de vendedores de água de coco está por toda parte. No centro comercial, o preço varia de acordo com a escolha do cliente. Se a água for gelada sai por R$ 1,50. O natural chega a R$ 1. Mas se a sede do consumidor for grande e o dinheiro for pouco, a outra opção é se deslocar até o mercado central e imediações, onde o produto pode ser saboreado por R$ 0,50.
"Chego a vender, por dia, mais de 200 garrafinhas de 250 ml de água de coco gelada. As vendas estão boas. É difícil um motorista que não compre. O calor está demais" disse o vendedor Messias Santos Santana, que faz ponto no cruzamento da avenida desembargador Maynard com Adélia Franco. Cada garrafinha pé vendida a R$ 1

                                                                                                   Sabores de verão

Um outro segmento que fatura alto neste período do ano são as sorveterias." Nesta época a nossa produção aumenta em 50%. O consumo acompanha o mesmo ritmo", disse Wolnandir Andrade, proprietário de uma das mais tradicionais sorveterias de Aracaju.Para amenizar o calor de sergipanos e turistas, a sorveteria oferece uma variedade de sabores. A grande maioria de frutas típicas. "A mangaba é a preferida de todos, mas existem algumas peculiaridades. Os turistas procuram muito os sorvetes de sapoti e pinha", disse Andrade. O sabor jabuticaba também vem se destacando, disse.Na orla de Aracaju, um dos principais pontos turísticos da capital, são os famosos beijus e pratos a base de macaxeira que mais saem, principalmente para os turistas. "Os visitantes querem conhecer os sabores da terra", disse a vendedora Ana Fátima de Jesus que tem um dos pontos de venda mais movimentados na orla. "No cardápio, a variedade de sabres é grande. Faço beijus para todos os gostos", conta ela.Comidas à base macaxeira é a especialidade da barraca da Cida. "Quem não gosta é porque nunca provou", disse ela ao garantir que neste período do ano, as vendas aumentam em 50%.

Tags: