Sergipe

Artista de rua dribla a deficiência em nome da arte e da sobrevivência

30/09/2015 19h02
Artista de rua dribla a deficiência em nome da arte e da sobrevivência
A8SE

 

Acrobacias para sobreviver (Douglas)

Ele já é conhecido do público aracajuano. Há 15 anos, o portador de deficiência física, Eduardo Santos, vem a capital sergipana durante o período do Pré-Caju. Ele aproveita a festa para mostrar um pouco de suas habilidades em duas rodas. É isso mesmo!!!!
A deficiência nas pernas não é obstáculo para esse jovem que usa a força e a resistência dos braços para fazer acrobacias e malabarismo em cima de uma cadeira de rodas. O show de rua atrai sempre um bom público, até porque a cada apresentação, Eduardo presenteia os aracajuanos com um número novo, como por exemplo,

Eduardo:côco descascado nos dentes (.)

descascar côco com os dentes.
Natural do município baiano de Jaguaquara, Eduardo revela que teve paralisia infantil. Ele disse que o show de rua é uma forma de mostrar a sociedade que está vivo e que mesmo deficiente é capaz de buscar meios honestos para sobreviver. "Faço esse show de rua porque gosto e também porque ele é meio de sobrevivência", disse.

 




Eduardo já se apresentou em várias cidades brasileiras. Em Aracaju faz suas apresentações no centro comercial, nos calçadões das Ruas João Pessoa e Laranjeiras. À noite seu palco é a área da prévia carnavalesca.

 

 

Tags: