Saúde

Acontece segundo dia de vacinação contra a covid-19 na capital

O prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou a imunização nesta quarta-feira, 20

Por ascom PMA 20/01/2021 17h37
Acontece segundo dia de vacinação contra a covid-19 na capital
ascom PMA

O prefeito Edvaldo Nogueira acompanhou, nesta quarta-feira, 20, o segundo dia de vacinação contra a covid-19 na capital sergipana. Ao lado da secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, o gestor esteve nos hospitais da rede particular Primavera e São Lucas. Ao todo, serão imunizados nas duas unidades hospitalares 1.617  profissionais da saúde que estão atuando na linha de frente do combate à pandemia. A primeira fase da campanha de vacinação contra o novo coronavírus, em Aracaju, teve início na terça-feira, 19. No primeiro dia, foram vacinadas 350 pessoas, entre idosos e profissionais de saúde. A previsão é vacinar mais 1 mil aracajuanos nesta quarta-feira.

"Tenho dito que começar a vacinação contra a covid em Aracaju e no Brasil é uma luz que se abre no fim do túnel. Desde março do ano passado, temos lutado contra a pandemia e, com a vacina, ganhamos um instrumento para o enfrentamento real, concreto, porque agora começamos  a imunizar as pessoas, evitando internamentos e, felizmente, evitando óbitos. Desde ontem estamos vacinando os aracajuanos e, neste momento, a prioridade tem sido os profissionais de saúde, que estão na linha de frente, lidando diretamente com a covid, e idosos institucionalizados", destacou o prefeito.

No primeiro dia de vacinação em Aracaju, foram imunizados os profissionais que trabalham na Unidade de Pronto-Atendimento Fernando Fernando, hospitais Cirurgia, São José, Gabriel Soares, além dos idosos que residem no Lar de Idosos Nossa Senhora da Conceição (Same) e no Asilo Rio Branco.

Balanço

Em entrevista à imprensa, o prefeito fez, ainda, uma avaliação do primeiro dia da campanha de vacinação. Para o gestor "foi bastante positiva". "Confirmou aquilo que eu já vinha falando sobre Aracaju estar preparada.

Na oportunidade, o gestor da capital renovou o apelo à população para que continuem seguindo os protocolos sanitários. "A vacinação começou, mas ainda não resolve definitivamente o problema. Estamos apenas no início de uma longa caminhada, portanto, as pessoas precisam continuar usando máscara, mantendo o distanciamento social, lavando as mãos e evitando aglomerações. É o esforço de garantirmos a vacina com o esforço individual de cada cidadão que nos garantirá sairmos vitoriosos dessa luta contra o novo coronavírus. Tenho certeza que vamos conseguir", assegurou.

Tranquilidade

O médico Ricardo Leite, diretor técnico do Hospital Primavera e um dos primeiros imunizados na unidade, destacou que, com a vacina "a gente começa a dar passos no caminho para o melhor tratamento dessa doença que tem assolado  a sociedade". "Para nós, profissionais de saúde, que estamos diariamente atuando em UTI's, garante uma certa tranquilidade. O caminho está sendo traçado, sabemos que será longo, que a vacina, nesse primeiro momento será restrita, mas temos certeza de que as coisas vão caminhar positivamente", afirmou.

No Hospital Primavera, o primeiro a ser vacinado foi o técnico em enfermagem de UTI covid, Vitor Santos. Já no Hospital São Lucas, o primeiro profissional imunizado foi o médico pneumologista Almiro Alves de Oliva, seguido pela técnica em enfermagem Lindinalva Santos da Silva.

Plano de Vacinação

O Plano de Vacinação de Aracaju foi estabelecido de forma a garantir que a população tenha acesso ao imunizante com segurança, sem aglomerações, e respeitando a urgência dos grupos prioritários. Ele foi dividido em quatro etapas e subdividido em fases para que sejam respeitadas as prioridades entre os grupos de risco, que reúnem milhares de pessoas.

Sendo assim, nesta primeira etapa, estão sendo vacinados os trabalhadores da saúde, que estão na linha de frente do combate à pandemia, a exemplo dos que atuam em UTI's, urgências, unidades exclusivas para síndromes gripais, idosos que residem em abrigos ou asilos e seus cuidadores.