Investigação

Oito homicídios são elucidados após operação policial

As investigações evidenciaram a existência de uma associação criminosa, chefiada de dentro do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan)

Por SSP/SE 19/02/2021 11h44
Oito homicídios são elucidados após operação policial

Equipes da 5ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Núcleo de Inteligência (NIDHPP), com apoio operacional da Diretoria do DHPP,  deflagraram uma operação, com duas fases, que resultou no cumprimento de mandados de prisão de quatro suspeitos envolvidos com homicídios e outros crimes em Nossa Senhora do Socorro e São Cristóvão. Com a operação policial, oito homicídios e uma tentativa de homicídio foram elucidados. Durante as ações policiais, outras três pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. As ações policiais ocorreram nos dias 18 de dezembro de 2020 e 28 de janeiro de 2021.

Após quatro meses de investigações relativas à morte de Danilo Rafael Correa Freire, conhecido como “Danilo Mototaxi”, em São Cristóvão, e do procedimento investigativo sobre uma tripla tentativa de homicídio no loteamento Palmares, em Nossa Senhora do Socorro, quatro investigados foram presos em cumprimento a mandados de prisão preventiva, expedidos pela Vara Criminal de Nossa Senhora do Socorro, e em cumprimento a decisões judiciais de busca e apreensão das varas criminais  de Socorro e de São Cristóvão. 

As investigações evidenciaram a existência de uma associação criminosa, chefiada de dentro do Complexo Penitenciário Dr. Manoel Carvalho Neto (Copemcan), por Hudson Bezerra, o “Soró”, voltada ao cometimento de homicídios, tráfico de drogas, roubo de cavalos de raça e comércio ilícito de armas de fogo nas regiões do Apicum Merém, em São Cristóvão, e de Boa Viagem, em Nossa Senhora do Socorro. 

Segundo o apurado nas investigações, quatro suspeitos estão envolvidos na morte de Danilo. Dentre eles, estão Hudson Bezerra da Silva, Ary Ronald Alves e Wallyson dos Santos. Eles já se encontravam presos desde a primeira fase da operação, deflagrada em 18 de dezembro de 2020. Já Ademilson Melo de Almeida foi detido em ação policial realizada no dia 28 de janeiro de 2021. 

Ainda nessa segunda fase da operação, três suspeitos foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo - uma mulher de 22 anos e dois homens, um de 27 e outro de 65. A ação policial resultou na apreensão de uma escopeta de calibre 12, com nove munições; um revólver calibre 38, com numeração e 12 munições; e um rifle, de calibre 38, sem numeração e com quatro munições.

A Polícia Civil ressalta que informações e denúncias que levem à localização de suspeitos de ações criminosas e à elucidação de crimes podem ser repassadas pela população por meio do Disque-Denúncia, no telefone 181. O sigilo do denunciante é garantido.

Homicídios elucidados

Com as investigações que resultaram nas duas fases dessa operação policial, foram elucidados, integralmente ou parcialmente, os homicídios de Luiz Carlos Santos dos Anjos (10 de abril de 2020), de José Alberto dos Santos (27 de junho de 2020), Genilson Santos da Paixão (28 de julho de 2020), de Vagner Dias dos Santos (12 de agosto de 2020), de José Amilton dos Santos (14 de agosto de 2020), de Jadson Willams dos Santos Silva (2 de setembro de 2020), de Danilo Rafael Corrêa Freire (23 de setembro de 2020) e de José Antônio Santos de Jesus (16 de dezembro de 2020).