Suspensão

Justiça Federal de Sergipe suspende terceira audiência contra policiais acusados de matar Genivaldo Santos

A vítima morreu trancada no porta-malas de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal, sendo submetido à inalação de gás lacrimogêneo.

Por Carolina de Morais, Portal A8SE 24/11/2022 07h26
Justiça Federal de Sergipe suspende terceira audiência contra policiais acusados de matar Genivaldo Santos
Os policiais acusados pela morte de Genivaldo

Nesta quinta-feira (24), a Justiça Federal de Sergipe decidiu suspender a terceira audiência do processo criminal contra os três policiais rodoviários federais acusados de matar Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, durante uma abordagem em Umbaúba.

Segundo os advogados da família da vítima, a suspensão ocorreu devido ao elevado número de testemunhas que ainda faltam ser ouvidas e poderia ultrapassar o horário de funcionamento do órgão, que encerra às 13h. Os trabalhos serão retomados na sexta (25).

Após finalização dos depoimentos, os réus William de Barros Noia, Kleber Nascimento Freitas e Paulo Rodolpho Lima Nascimento serão interrogados. A expectativa da defesa é que eles sejam julgados no Tribunal do Júri.

Morte Genivaldo

Genivaldo de Jesus sofria de esquizofrenia e morreu durante abordagem da Polícia Rodoviária Federal, em Umbaúba, no dia 23 de maio deste ano. Na ocasião, os três policiais imobilizaram e colocaram a vítima amarrada dentro do porta-malas da viatura.

Um gás lacrimogêneo foi liberado no veículo, provocando a morte por asfixia mecânica e insuficiência respiratória, conforme aponta o laudo do Instituto Médico Legal (IML). Os agentes estão presos e foram indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e abuso de autoridade.