Violência

Familiares de mulher assassinada no bairro São José afirmam que o suspeito era amigo da família

Maria do Socorro Santos Filho tinha 38 anos e a vida dela foi tirada dentro da própria casa

Por Redação Portal A8SE 06/07/2021 15h38
Familiares de mulher assassinada no bairro São José afirmam que o suspeito era amigo da família

O assassinato aconteceu na noite desta segunda-feira, dia 05. Maria do Socorro Santos Filho tinha 38 anos e a vida dela foi tirada dentro da própria casa, na rua Nossa Senhora do Socorro, no bairro São José, em Aracaju.

As informações apontam que no momento do crime estavam a vítima, a irmã, uma criança de cinco anos e a empregada doméstica. O criminoso bateu à porta da casa de Maria do Socorro, chamando por ela. A empregada doméstica atendeu, mas foi Socorro quem reconheceu o homem, já que ele era amigo da família. Ficaram todos conversando na sala de estar, até que ele disse que tinha ido até à casa para matá-la, porém, por ela ser uma boa pessoa, não cometeria o crime.

Após momentos de conversa, a irmã decidiu de ir embora, achando que tudo estava resolvido. O homem, então, pediu para que Maria do Socorro subisse com ele para o andar da casa e, nessa hora, foram ouvidos os disparos.

Em primeira mão, equipes do Tolerância Zero conversaram com dois irmãos da vítima.

"Ela ficou cerca de umas duas horas na mira do revólver", afirma uma das irmãs de Maria do Socorro. O outro irmão, diz que o assassino falou algumas vezes que o crime teria sido encomendado, mas que ao reconhecê-la ficou sem coragem de matar, mostrou a arma, mas deixou guardada. "Foi criado com ela, não tinha coragem de fazer. Foi conquistando a confiança dela [...] foi só a nossa outra irmã sair que minutos depois ele praticou o crime", relata.

Os familiares afirmam, ainda, que durante a semana o suspeito realizou outra visita.

Acompanhe os depoimentos completos: