Atualização

Família de mulher morta dentro de casa no bairro São José oferece retrato falado de suspeito

Por Redação Portal A8SE 27/07/2021 15h41
Família de mulher morta dentro de casa no bairro São José oferece retrato falado de suspeito
Maria do Socorro Santos Filho, 38, foi assassinada a tiros dentro de casa no dia 5 de julho. Imagem: Reprodução/TV Atalaia/Redes sociais

Maria do Socorro Santos Filho tinha 38 anos. Ela foi morta dentro da própria casa, na rua Nossa Senhora do Socorro, no bairro São José, em Aracaju, no dia 05 deste mês. Após mais de vinte dias sem respostas, a família pede ajuda para encontrar o suspeito que é um conhecido dos parentes.

O suspeito de cometer o assassinato bateu à porta de Maria do Socorro. Como era uma pessoa conhecida, a sua entrada foi permitida na casa. Ficou horas dentro da residência, onde estavam também a filha de cinco anos, a empregada e a irmã de Socorro. No meio da conversa, o homem afirmou que tinha sido mandado para matá-la, mas por ela ser uma boa pessoa não cometeria o crime. Um tempo depois, a irmã decidiu ir embora e foi nesse momento que o suspeito pediu para que Maria do Socorro fosse com ele para o andar da casa. Lá, ele tirou a vida dela.

"Foi um crime bárbaro. Ela não tinha inimigos, era uma pessoa dócil, uma pessoa amiga, tão inocente. O assassino relatou que tinha sido mandado por alguém, uma segunda pessoa, a qual a justiça já sabe, e o por que a justiça ainda está com essa pessoa solta?", relata Aline Santos, irmã da vítima.

Em busca de ajuda, os familiares divulgaram um suposto retrato falado do suspeito:

{{value.image}}
Retrato falado oferecido pela família