Desfecho

Chacina do Huse: apenas um réu é condenado e vai responder a 12 anos de prisão

Outros três réus foram absolvidos

Por Redação Portal A8SE 04/08/2021 18h21
Chacina do Huse: apenas um réu é condenado e vai responder a 12 anos de prisão

Após dois dias de julgamento, nesta quarta-feira, 04, por volta das 17h30, terminou a audiência do caso que ficou conhecido como a "chacina do Huse". O crime aconteceu no dia 26 de abril, de 2012, dentro do Hospital de Urgências de Sergipe. Cerca de 21 testemunhas foram ouvidas.

Os três réus eram o tenente da Polícia Militar, Genilson Alves de Souza, Jean Alves de Souza (que foi expulso da PM, na época, devido ao caso), o funcionário público Ginaldo Alves de Souza e o policial civil Ralph Souza Monteiro. São três irmãos e um sobrinho. Após o julgamento, apenas Jean foi condenado por homicídio triplamente qualificado. Ele vai responder a 12 anos em regime fechado. Entretanto, a defesa afirmou que vai recorrer da decisão para que ele responda em liberdade. Os outros três julgados foram absolvidos.

Segundo a Defensoria Pública, das 12 acusações apenas uma foi considerada, justamente a que levou a condenação de Jean. Ele confessou ter matado um dos três homens que foram assassinados no Huse.

Relembre o caso

Tudo aconteceu quando Ginaldo teve a moto roubada. Um dia depois, Jailson Alves de Souza, que é irmão dele, e o sobrinho Ralph, decidiram ir procurar o veículo no bairro São Carlos, na zona Oeste de Aracaju, já que os assaltantes tinham fugido em direção à região. No local, Ralph e Jailson foram perseguidos por três motos e aconteceu uma troca de tiros. Todos os envolvidos foram atingidos pelos disparos, inclusive os suspeitos, e foram encaminhados ao Hospital de Urgência de Sergipe.

Na unidade hospitalar, Jailson não resistiu. Ralph, que permanecia em tratamento, reconheceu os homens que o perseguiram e avisou aos familiares. Revoltados com a morte do irmão, Genilson, Jean e Ginaldo invadiram o Huse e atiraram contra os três, que morreram.