Decreto

Mulheres protestam contra imposição do véu integral em Cabul

Imposição é realizada pelo governo que prefere a burca integral.

Por Redação do Portal A8SE e R7.com 10/05/2022 11h44
Mulheres protestam contra imposição do véu integral em Cabul
AHMAD SAHEL ARMAN/AFP

Um grupo de pelo menos 12 afegãs protestou nesta terça-feira (10) nas ruas de Cabul contra a decisão do regime talibã de tornar obrigatório o uso do véu integral em público para as mulheres.

"Justiça, justiça! A burca não é meu hijab", gritaram as manifestantes, que conseguiram caminhar por 200 metros antes de serem dispersadas por talibãs, que obrigaram a imprensa a deixar o local.

O governo publicou no último sábado (7) o decreto aprovado pelo líder do Talibã e do Afeganistão, Hibatullah Akhundzada, que ordena às mulheres que se cubram da cabeça aos pés, incluindo o rosto, quando estão em público.

Para os talibãs, a decisão é em nome da tradição, onde preferem a burca, véu integral normalmente de cor azul que cobre integralmente as mulheres e tem uma grade na altura dos olhos. Mas explicaram que outros véus, que deixam apenas os olhos descobertos, também serão tolerados.

Também pediram às mulheres, caso não tenham um motivo para sair, "que permaneçam em casa".

"Queremos viver como seres humanos, não como animais, trancadas em um canto das casas", disse uma das manifestantes, Saira Sama Alimyar.

Em Cabul, o decreto talibã não surtiu efeito imediato e muitas mulheres continuam caminhando pelas ruas com o rosto descoberto.