Cultura

Livro “O mistério do carneiro de ouro” é uma fantasia urbana que se passa em Sergipe

Lançamento infanto-juvenil traz elementos da cultura popular brasileira em uma história de aventura pelo nordeste do país

Por assessoria de comunicação 22/10/2021 17h53
Livro “O mistério do carneiro de ouro” é uma fantasia urbana que se passa em Sergipe
Foto: assessoria de comunicação

Escritor e podcaster, Thiago Lee escreveu “O mistério do carneiro de ouro” para sua irmã mais nova, que se queixava de não ter aventuras nacionais para sua idade. Com elementos da cultura popular nordestina, a história se passa em Sergipe e acompanha a personagem Bia, de 13 anos, que está passando por diversas mudanças na vida quando conhece Caiena, colega de classe recém-chegada do interior. Ela é aprendiz de Catalendas, isto é, pessoas que são “catadoras de lendas” e têm o conhecimento de criaturas e maldições.

Preocupada com as brigas dos pais em casa e com dificuldades na escola, a última coisa de que Bia precisa é ser atormentada por criaturas sobrenaturais. Ela não consegue dormir e está sofrendo para estudar e passar de ano em geografia. Quando Caiena chega à cidade, logo percebe que Bia está com a maldição da Pisadeira. Visitando lendas urbanas, as duas irão atravessar o estado de Sergipe e se unir a Douglas, amigo de infância de Bia, para descobrir a origem do agouro que atormenta a vida da menina antes que seja tarde demais.

Enquanto Bia enfrenta a possível separação dos pais, Caiena sente o peso de ser uma Catalendas e Douglas precisa lidar com a doença de um ente querido. Ao longo desta aventura, o trio luta contra o Papa-Figo (homem do saco) e outras criaturas misteriosas, descobrindo que o todo o problema de Bia está relacionado ao Carneiro de Ouro e Eldorado, uma lenda criada por um bandeirante.

Além de exaltar a cultura popular brasileira, especialmente a nordestina, “A maldição do Carneiro de Ouro” também aborda temas importantes como amizade, relacionamentos, divórcio e descoberta da sexualidade. Outro elemento interessante é o fato da personagem principal ser uma pessoa com deficiência, o que torna a história inclusiva.

               

Sobre o autor

Thiago Lee é sergipano, nascido e criado, e mudou-se para a cidade de São Paulo em 2012, onde reside atualmente. É escritor, podcaster e ghost writer. Sua primeira formação é na área de tecnologia, porém decidiu dedicar-se à literatura após a mudança. Foi finalista do concurso Brasil em Prosa de 2015, organizado pela Amazon Brasil. No ano de 2018, lançou o livro “O homem vazio”, uma fantasia urbana ambientada em São Paulo. Também publicou a noveleta “Quatro cabras da peste e um segredo” na terceira edição da revista Mafagafo.