Cultura

Laranjeiras não tem cortejo cultural este ano

Tradicional evento pode retornar em 2021

10/10/2020 13h59 - Atualizado 10/10/2020 às 13h59
page.image.title
Igor Matias

Uma das maiores tradições Sergipanas é a festa dos Lambe Sujos X Caboclinhos que acontece na cidade histórica de Laranjeiras uma vez por ano, sempre no segundo domingo do mês de outubro. Entretanto, segundo o assessor de comunicação da prefeitura do município, a festa não vai acontecer este ano por causa da pandemia da Covid-19.

Se Deus quiser no próximo ano teremos a festa novamente

João Rosa, assessor de comunicação

A festa é um espetáculo cheio de cores, sons e história onde os moradores se vestem como negros e indígenas e saem em cortejo homenageando à resistência dos negros escravizados na região que lutavam por sua liberdade.


Lambe sujos X Caboclinhos

Tudo se inicia nas primeiras horas da manhã, quando são armados o quilombo dos negros e a taba dos índios que, tendo sua princesa roubada pelos negros, dão início as estratégias de lutas para libertá-la, enriquecendo sua dramaturgia com cantos, danças e personagens definidos.

Os lambe sujos são pintados com uma solução de mel de cabaú extraído da cana de açúcar com pó xadrez preto. Usam bermuda e gorro de flanela vermelha e são guiados por um príncipe e pelo rei do quilombo. Já os Caboclinhos usam cocar na cabeça e pintam a pele de vermelho, eles representam os povos originários contratados pelos donos dos engenhos de açúcar para recapturar negros escravizados que fugiam.

O fotojornalista Igor Matias, que já acompanhou o cortejo fotografando, conta que todas as cores, formas e expressões são um prato cheio para a produção fotográfica.

“No estado há uma enorme diversidade cultural que abrange as manifestações mais tradicionais como o Lambe Sujos e Caboclinhos. Entender as características e particularidades de cada uma delas e tentar assim trazê-las para imagem é um processo muito enriquecedor” conta o fotojornalista.