Arte

Exposição “Passos da Fé” retorna para o Museu Histórico de Sergipe

Este ano, devido à pandemia, a procissão acontecerá apenas on-line (@pnvitoria), neste final de semana

Por assessoria de comunicação 26/02/2021 18h06
Exposição “Passos da Fé” retorna para o Museu Histórico de Sergipe
Assessoria de comunicação

A exposição “Passos da Fé”, da fotógrafa Danielle Pereira, retorna ao Museu Histórico de Sergipe, localizado na Praça São Francisco, Centro Histórico de São Cristóvão. Composto por 25 peças, o trabalho retrata a religiosidade e a cultura do povo sergipano pela expressão da fé dos romeiros de Senhor dos Passos.

A tradicional Romaria de Nosso Senhor dos Passos é um evento religioso que ocorre anualmente em São Cristóvão, durante a Quaresma, atraindo milhares de pessoas de Sergipe e estados vizinhos. Este ano, devido à pandemia, a procissão acontecerá apenas on-line (@pnvitoria), neste final de semana.

Apesar das restrições, e com os devidos cuidados sanitários, a cidade de São Cristóvão preparou algumas atividades culturais sobre a tradicional romaria, como a exposição “Passos da Fé”, que ficará no Museu Histórico de Sergipe até o dia 9 de março, de terça-feira a sábado, das 10h às 16h, e domingo e feriados, das 9h às 13h.

Esta é a segunda vez que a “Passos da Fé” compõe o acervo temporário do Museu Histórico de Sergipe – a primeira vez ocorreu em 2019. Para Danielle Pereira, é muito importante oferecer à sociedade momentos de reflexão e beleza, reforçando aspectos da religiosidade e da cultura da população.

“A exposição ‘Passos da Fé’ valoriza a força, a fé e a diversidade dessa manifestação religiosa, que é considerada um Patrimônio Cultural do Nordeste. É um trabalho sobre o qual busquei mostrar também a resistência do povo brasileiro presente na tradição cultural e histórica do país”, explica Danielle Pereira.

Histórico

Com dez anos de profissão, Danielle Pereira vem se firmando como um dos talentos da fotografia sergipana. Nasceu na cidade de Estância (SE) e hoje reside em Aracaju. Iniciou a trajetória de fotógrafa em 2011, data em que também fez a primeira a exposição, na IV Mostra de Artes do Fêgo, em Aracaju.