Agitando na Cidade

Álbum sergipano ultrapassa a marca de 100 mil reproduções nas plataformas digitais

Por Redação do Portal A8SE 09/07/2021 10h02
Álbum sergipano ultrapassa a marca de 100 mil reproduções nas plataformas digitais

Nas últimas semanas, o álbum “Malsoante” do músico sergipano Samuel Palmeira atingiu a marca de 100 mil reproduções no Spotify, um dos maiores serviços de streaming de músicas do mundo.

O álbum, que foi lançado em novembro de 2020, já foi escutado em mais de 50 cidades do país e reproduzido em 27 países. O compositor também teve suas canções acessadas mais de 30 mil vezes no YouTube. O alcance expressivo foi conquistado em cerca de 8 meses após o lançamento e revelam como a música do artista tem sido bem recebida para além das fronteiras do estado de Sergipe.

Samuel Palmeira é natural de Aracaju e caminha musicalmente em solos sergipanos desde cedo. Tendo iniciado sua caminhada musical aos 11 anos nas aulas de música de um projeto social em Aracaju, o músico logo foi contemplado com uma vaga no Conservatório de Música de Sergipe, onde teve o seu primeiro contato com a linguagem do violão erudito.

Apesar de não ter seguido a carreira de concertista de música erudita, os estudos no Conservatório o direcionaram a dar continuidade a aprendizagem musical. Em 2014 ingressou no curso de Música da Universidade Federal de Sergipe, tempo em que se tornou aluno do compositor pernambucano Fred Andrade e aprendeu um pouco mais sobre a arte da composição musical.

Em 2020, através de uma breve apresentação musical, foi descoberto pelo Coletivo Candiero, uma gravadora musical paraibana que comporta artistas nordestinos de diversas cidades, tendo inclusive alcançado mais de 6 milhões de reproduções na soma dos álbuns de seus 15 artistas.

Através do Coletivo, o artista aracajuano lançou seu álbum “Malsoante”, contendo 11 canções autorais, que apresentam a beleza da vida vista através das lentes do compositor. As canções sempre acompanhadas do violão, contam também com Sanfona, Violino, Piano e Metalofone, e misturam assim elementos da música tradicional nordestina e da música erudita.

A proximidade com os admiradores de suas canções faz com que o público de Samuel impulsione organicamente suas publicações nas redes sociais. A cada vídeo musical apresentado, dezenas de seguidores com faixa etária variada demonstram apoio a obra do artista, seja através de compartilhamentos ou comentando em suas publicações nas redes sociais.

Em virtude da pandemia do novo coronavírus, o artista ainda não teve a oportunidade de apresentar seu álbum para o público presencialmente, mas segue organizando apresentações online com o objetivo de diminuir a distância entre ele e seus seguidores.