Cantora, compositora e atriz

Joésia Ramos lança vídeo-show “A Arca Encantada”, projeto de músicas sobre poesias

Por Assessoria 27/05/2021 10h07
Joésia Ramos lança vídeo-show “A Arca Encantada”, projeto de músicas sobre poesias
Divulgação

Celebrando 40 anos de arte, a cantora, compositora e atriz Joésia Ramos, presenteia o público sergipano com o lançamento do vídeo-show ‘A Arca Encantada’. O trabalho, que será lançado neste sábado, 29, traz 16 canções introduzidas por breves depoimentos de artistas brasileiras. A transmissão acontecerá a partir das 17h, no canal oficial da artista sergipana no Youtube.

No vídeo – show, parceiras e intérpretes muito importantes na vida artística de Joésia, como Amorosa, Irah Caldeira, Lucina, Zélia Duncan, Carô Murgel, Jardênia Leão, Izabel Padovani, Katya Teixeira, Socorro Lira e Maria Lúcia Dal Farra, destacam suas afinidades, suas histórias e sentimentos sobre os momentos da criação musical, e ainda comentam sobre as melodias que escolheram cantar.

“Esse novo projeto se chama ‘A Arca Encantada – trabalhos de mulheres’ porque tem mar, velas, timão e navegação estelar, o lugar da criação, da magia do som das palavras destas mulheres. Os poemas de Maria Lúcia Dal Farra e de Maria Cristina Gama são minhas fontes de água cristalina, onde bebo a minha sede e ouço músicas que ressoam por dentro. Com Jardênia Leão e Carô Murgel, parcerias brotaram reggaes e sambas de repente, e com a Luhli, um abraço de irmandade resultou na entrega dos sons diversos, toadas de viola caipira, cartas musicadas, pérolas de vento e mar como piaçaba, sambas e alegrias, mágica mistura”, conta Joésia Ramos.

Os ensaios e a gravação do vídeo foram realizados em espaço aberto, sem público, respeitando todos os protocolos de prevenção contra a covid-19. Além de Joésia (voz e triângulo), participam do vídeo: Jardênia Leão (produção), Ilma Santos (ambientação), Gabriel Perninha (bateria), Rodrygo Besteti (violão), Gledson Souza(violino), Léo Airplane (teclado e sanfona), Paulo Groove (baixo), Betinho Caixa d’água (percussão), Bluesvi e Thiago Leite (câmeras), Gabriel Barreto (edição de imagem e câmera), Werden Tavares (direção de imagem) e Rikeza Sonorização e Vocal.

Esse é o segundo trabalho em celebração aos 40 anos de carreira de Joésia. No último dia 22 de maio, a cantora e compositora lançou o seu quinto álbum “Duas Bolas de Fogo nos Braços da Ventania”, onde interpreta 12 músicas autorais, em parceria com algumas poetisas e com o escritor sergipano Francisco J. C. Dantas.

Os dois projetos foram realizados com recursos da Lei Aldir Blanc, que foram repassados pelo Governo do Estado de Sergipe, através dos editais 06/2020 e 03/2020, respectivamente, propostos pela FUNCAP – Sergipe.

Sobre a carreira

Compositora, cantora, produtora fonográfica, musicista e atriz, Joésia Ramos estreou em 1981, no 1º Festival Sergipano da Música Popular Brasileira (FSMPB) e, desde então, produz canções nos mais variados ritmos e estuda suas raízes, buscando uma linguagem que expresse a sua cultura e o seu tempo. Sua bagagem traz apresentações no programa “Som Brasil” (Rede Globo), shows em diversos estados brasileiros e também na cidade de Berlim, capital da Alemanha, além do Prêmio Grão de Música (2017), iniciativa que valoriza e promove músicas e artistas brasileiros de todas as regiões do país.

Com dedicação especial a musicar poesias, Joésia compõe em parcerias com poetisas e poetas, e também cria trilhas para teatro de rua. Muitas das canções de Joésia foram gravadas por artistas sergipanos, como Rubens Lisboa, Chico Queiroga, Antônio Rogério e Amorosa, e em âmbito nacional, por Lucina, Penha Pinheiro, Grupo Saísse e os Bois e Isabel Padovani.

Seu trabalho com teatro de rua acontece desde 1987, quando começou a compor trilhas e musicalizar peças para o grupo sergipano de teatro Imbuaça. Na peça ‘Os Desvalidos’, por exemplo, a musicalização ocorreu em parceria com Maria Lúcia Dal Farra (SP) e Francisco J. C. Dantas. Essas ligações com as artes cênicas levaram Joésia a criar, em 2012, o grupo Teatro de Cordel da Rabeca, no qual mistura suas composições à dos mestres da cultura popular, como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos, Alceu Valença, Marinês e Elba Ramalho.

Discografia

Em 1984, Joésia Ramos gravou o LP Êta Nóis (em São Paulo), com participação de Luli e Lucina, Ney Matogrosso, Jean e Paulo Garfunkel, Bené Fonteles, Miltinho Edilberto e Marta Strauch.

O 1° CD ‘De Passagem’, foi gravado em Aracaju, em 1997. Em 2001, a artista gravou o CD ‘Noites de Forró’ (Joésia com o Forró da Rabeca).

Em 2007, músicas sobre poesias foram gravadas no CD ‘Levante-se Amor’ (Joésia canta Maria Cristina Gama). Em 2008, foi a vez do disco ‘Os Desvalidos’, trabalho em parceria com a poetisa Maria Lúcia Dal Farra e com o escritor Francisco Dantas.

Em 2021, Joésia lançou ‘Duas Bolas de Fogo nos Braços da Ventania’, álbum no qual interpreta 12 músicas autorais em parceria com algumas poetisas e com o escritor sergipano Francisco J. C. Dantas.