Eleições 2022

Procuradoria elabora estratégias para coibir o derramamento de santinhos no dia das eleições

Por redação Portal A8SE e ascom MPF 16/09/2022 17h50
Procuradoria elabora estratégias para coibir o derramamento de santinhos no dia das eleições
foto: reprodução EBC

Foi divulgado hoje (16) o documento elaborado pela Procuradoria Regional Eleitoral, na última quinta-feira (15), que estabelece medidas para evitar a propaganda irregular.

Os promotores determinam estratégias para coibir a ocorrência da prática denominada “voo da madrugada”, ou seja, o derrame de material de propaganda, como panfletos, santinhos e adesivos, no local de votação ou nas vias próximas.

A prática pode ser considerada crime eleitoral, além de gerar multa, que varia de R$2 mil a R$8 mil, e detenção de seis meses a um ano.

“O derramamento de santinhos em eleições gera impactos sociais e políticos, uma vez que pode influenciar os eleitores no dia do pleito, contribuindo para que criem ou modifiquem seu convencimento para votar no “número” que têm à vista”, explica o procurador regional eleitoral, Leonardo Martinelli.

Assim, se, no dia ou na véspera do pleito, o cidadão se deparar com o derramamento de panfletos, adesivos ou santinhos perto dos locais de votação ou em vias públicas, pode encaminhar denúncia para o MP Eleitoral.

As denúncias dos cidadãos podem ser encaminhadas para o MPF Serviços, no site. O MPF Serviços também está disponível como aplicativo para celular iOS ou Android.