Brasil

Sergipe bate o Santa e respira na Série D

Com um gol de Fabinho Cambalhota, no final do primeiro tempo, o Sergipe bateu o Santa Cruz por 1 a 0 e conquistou a primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe rubra ainda reúne condições de conquistar uma das duas vagas para a segunda fase da competição.

30/09/2015 19h35
Sergipe bate o Santa e respira na Série D
A8SE

Por Barroso Guimarães

Com um gol de Fabinho Cambalhota, no final do primeiro tempo, o Sergipe bateu o Santa Cruz por 1 a 0 e conquistou a primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe rubra ainda reúne condições de conquistar uma das duas vagas para a segunda fase da competição.

Foi um jogo emocionante, onde o Sergipe apresentou um grande futebol no primeiro tempo, no entanto, na etapa complementar a equipe rubra recuou e tomou pressão do Coral pernambucano. No final do jogo, o lateral-esquerdo Ramon, que atuou no meio de campo, disse que o Sergipe mereceu sair de campo com os três pontos.

"Nosso time entrou com muita garra e determinação", disse Ramon, acrescentando que a imprensa pernambucana já dava como certa a vitória para o Santa Cruz, no entanto, quando a bola rolou, a historia foi bem diferente. A renda foi R$ 26.634,00 e o público de 3.053 pagantes.

O técnico do Sergipe, Quintino Barbosa, ressaltou que o time não ganhou nada. Para ele, agora é arrumar o time para pegar o mesmo adversário, no jogo de volta, no estádio do Arruda, em Recife. O zagueiro Carlos André, um dos melhores jogadores em campo, recebeu o terceiro cartão amarelo e está fora da próxima partida.

"O time está se formando dentro da competição e existe uma dificuldade muito grande, mas graças a Deus tudo deu certo", disse Barbosa, acrescentando que o grupo de jogadores do Sergipe é composto por homens e não tem dúvidas que o time tem chances de classificação.

Madson fez a sua estréia, mas não praticou um grande futebol. O técnico Quintino Barbosa afirmou que a tendência do meio-campista é melhorar a cada jogo. O atleta precisa readquirir a forma física e com isso evoluir na parte técnica.

 

 

 

Tags: