Música

Genival Lacerda, de 'Severina Xique-Xique', morre aos 89 anos

Cantor e compositor estava internado na UTI de hospital em Recife depois de ser diagnosticado com covid-19

Por R7 07/01/2021 09h03
Genival Lacerda, de 'Severina Xique-Xique', morre aos 89 anos
ADRIANA SPACA/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Genival Lacerda morreu nesta quinta-feira (7), aos 89 anos, no Recife (PE), vítima de complicações da covid-19. A informação foi confirmada no Instagram pelo filho do músico. Genival Lacerda Filho escreveu apenas "Painho faleceu" em seus Stories. 

O artista estava internado no Hospital Unimed I, na região central da cidade, desde novembro, após ser diagnosticado com covid-19.  

Em comunicado, a assessoria de Genival também confirmou a morte e ressaltou que ele havia tido uma breve melhora em seu quadro clínico desde o início da internação.

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

No dia 26 de maio de 2020, Genival sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) isquêmico. Na ocasião, o cantor ficou internado no Hospital D’ Ávila, na zona norte da cidade, se recuperou bem e recebeu alta três dias depois.

Nascido em 5 de abril de 1931, em Campina Grande, no estado da Paraíba, Genival Lacerda foi radialista na cidade natal. Trabalhou nas rádios Borborema e Caturité. Com o programa Forró do Seu Vavá foi líder de audiência.

Já na área musical, o cantor, então, decidiu gravar seu primeiro disco. Na década de 1950 compilou um LP de 78 rotações. Em 1964, foi incentivado pelo cunhado, Jackson do Pandeiro, a se aventurar no Rio de Janeiro. Lá, mostrou seus trabalhos em casas de forró e chegou a gravar um segundo trabalho.

O sucesso, no entanto, só aconteceu em 1975, com a música Severina Xique-Xique, cujo o verso "ele tá de olho é na butique dela", é cantando até hoje por milhares de pessoas. A música, feita em parceria com João Gonçalves, vendeu mais de 800 mil cópias na época.