Economia

Confira estratégias para gastar o 13º salário

As dicas são do presidente da Abefin, Reinaldo Domingos

Por redação Portal A8SE e R7 15/11/2022 18h47
Confira estratégias para gastar o 13º salário
Marcelo Casal Jr/Agência Brasil

Neste fim de ano, o trabalhador recebe o 13º salário, a primeira parcela é paga em novembro e a segunda no mês seguinte. Por isso, para gastar o dinheiro é preciso organização para que a renda extra não seja desperdiçada.

O presidente da Abefin (Associação Brasileira de Profissionais de Educação Financeira), Reinaldo Domingos, alerta sobre as despesas que devem ser consideradas nesta época, como gastos com as festas de Natal e Ano Novo e, em alguns casos, viagens de férias. "É preciso olhar para a vida financeira de forma consciente, respeitando o padrão de vida da família", diz.

1) Pagar dívidas

"O dinheiro extra não deveria ser utilizado para isso, afinal de contas, o correto é planejar e ter compromissos financeiros que caibam no orçamento mensal, mas neste ano se abre uma exceção. Antes de sair correndo para acertar as contas, é preciso entender o que e quanto se deve, qual o real 'fôlego' para a negociação e quem são os credores", ensina Domingos.

Ele afirma que é preciso ter cuidado na hora de fazer acordos, pois muitas vezes o devedor acaba aceitando uma proposta que não vai conseguir honrar, o que complica ainda mais sua situação. "Todos estão mais maleáveis no momento de negociar, o que permite obter melhores acordos. Mas o ideal é tentar poupar o 13º, investir (para render), ou destinar uma parte para a realização de sonhos de curto prazo, que podem ser conquistados em até um ano, por exemplo", comenta. Domingos não descarta o investimento em planos de médio prazo (de um a dez anos), ou de longo prazo (com prazo de realização acima de dez anos).

(2) Fazer as compras de fim de ano

Também é comum que as pessoas utilizem o 13º salário para fazer as compras de fim de ano, como os presentes ou os produtos para a ceia de Natal. "Não é uma escolha errada, principalmente para aliviar a tensão deste ano. Mas é importante que essas despesas sejam pensadas antecipadamente, inseridas no orçamento financeiro mensal ao longo do ano. Uma maneira de se organizar é escolher uma época do ano, geralmente o início, para fazer essa programação do orçamento. Assim, é possível poupar o 13º inteiramente para a realização dos sonhos", sugere o presidente da Abefin.

(3) Poupar e investir

Domingos diz que algumas pessoas estão em uma "zona de conforto", pois não têm dívidas, mas também não conseguem poupar. "A elas, faço um alerta, para que ajam com consciência, pois um passo em falso pode levá-los ao endividamento e até à inadimplência, uma vez que não têm uma reserva financeira para se apoiar."

Cada um pode usar o 13º salário como quiser e entender que é o melhor para si e para sua família. "No entanto, é importante guardar parte desse abono para começar a formar essa reserva. E quem já está acostumado a poupar, pode aproveitar o dinheiro a mais para ampliar seus investimentos", finaliza o educador financeiro.