Brasil

Charangas e torcidas organizadas continuam proibidas nos estádios

Um dos assuntos mais discutidos na reunião foi quanto à presença das charangas nos estádios

30/09/2015 19h55 - Atualizado 29/09/2020 às 09h52
page.image.title
A8SE

Na manhã desta terça-feira 23, estiveram reunidos na Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL,) o promotor Publico Deijaniro Jonas, o comandante do policiamento militar da capital, coronel Maurício Yunes e o secretário do Esporte e do Lazer Mauricio Pimentel.
Segundo o secretário Pimentel, a reunião teve como principal objetivo, dirimir algumas dúvidas sobre a questão da segurança nos estádios de futebol, especialmente quanto à liberação das "charangas" e das chamadas torcidas organizadas, além da apresentação do plano de segurança, para a partida desta quarta-feira 24, entre Confiança e Fluminense do Rio de Janeiro.
Um dos assuntos mais discutidos na reunião foi quanto à presença das charangas nos estádios de futebol. O assunto polêmico gerava dúvidas de interpretação, quanto ao cumprimento da Ação Civil Pública Cautelar, com pedido de liminar, que proíbe a presença das torcidas organizadas e incentivo à manifestações de violência nos estádios de futebol.
Os órgãos responsáveis pela segurança nos estádios e o representante do Ministério Público Estadual chegaram à conclusão definitiva, de que a principio está proibida a presença das charangas nos estádios de futebol. Quanto às torcidas organizadas, não há o que se discutir, inclusive quanto à torcidas de outros estados.
Nos próximos dias, os órgãos de segurança terão outra reunião, inclusive com a presença dos dirigentes da Federação Sergipana de Futebol (FSF), para se discutir com mais profundidade, essa questão da presença das "charangas".
O Coronel Yunes lembrou que há quatro partidas, que não se registra nenhuma ocorrência policial nos estádios de futebol, exatamente depois que e Policia Militar passou a cumprir à risca as medidas judiciais.
-Se for para ser tratada como uma questão de segurança nos estádios, as charangas estão incluídas no mesmo segmento das torcidas organizadas, portanto, dentro da proibição judicial. Se for encarar como espetáculo, como movimentação, não se pode negar que as charangas atuam como incentivo e animação popular, se seguiria outro caminho, mas temos que priorizar a segurança, declarou o Coronel Yunes.
Segundo o Coronel Yunes, a Policia Militar disponibilizará um contingente de 150 homens para o policiamento dessa partida da quarta-feira, entre Confiança e Fluminense.
O promotor Deijaniro Jonas se reportou à decisão Judicial da 12ª Vara, sobre a proibição das torcidas organizadas nos estádios de Sergipe acrescentando que a decisão é extensiva também, às torcidas de outros estados. Dessa forma, não será permitida a presença das torcidas organizadas do Fluminense, nesta quarta-feira no Batistão.
O secretário Mauricio Pimentel considerou como bastante proveitosa a reunião com os órgãos de segurança, afirmando que apoiava todas as decisões ali assumidas, acrescentando que a administração do estádio também fará a sua parte, controlando e regulando o acesso de pessoas, imprensa e autoridades ao estádio.
- Concordo com as proibições. São medidas que visam dar mais tranqüilidade e segurança ao torcedor. É fundamental que as medidas sejam cumpridas à risca, pois somos adeptos do principio de que estádio de futebol é lugar para família. E só com segurança e tranqüilidade você pode levar a família aos estádios", concluiu Pimentel.
Os portões do Estádio Estadual Lourival Batista serão abertos a partir das 18h00 desta quarta-feira, facilitando dessa forma, o acesso dos torcedores. As bilheterias estão abertas desde a segunda-feira 22 e permanecem nesta quarta até que os ingressos sejam esgotados.
Foram colocados à venda 15.000 ingressos, sendo que 13.500 são arquibancadas, adultos e menores 1.500 cadeiras.

 

 

Tags: