Mundo

09/04/2010 às 14h59

Cervejaria proíbe “goró” e funcionários fazem greve

Os funcionários dos armazéns da Carlsberg afirmam que têm direito de beber até três cervejas por dia

Redação Portal A8

Trabalhadores de uma cervejaria dinamarquesa entraram em greve porque estão proibidos de beber cerveja no trabalho. Os funcionários dos armazéns da Carlsberg afirmam que têm direito de beber até três brejas geladas por dia, além das bebidas não-alcoólicas servidas no almoço.

Mas a quarta maior cervejaria do mundo resolveu mudar suas regras na semana passada.

Segundo o porta-voz da empresa, Jens Bekke, "os tempos mudaram". - Nós precisamos nos adaptar à realidade de nossa sociedade, já que 93% das empresas dinamarquesas proíbem o consumo de bebidas alcoólicas no serviço.

Antes da nova regra, garrafas de cerveja eram oferecidas em diversos locais da empresa.

Por um acordo bizarro feito há muitos anos, os motoristas da Carlsberg têm direito de consumir três cervejas fora do horário de almoço.

Isso motivou funcionários de outros departamentos a entrar em greve. No entanto, segundo Bekke, os motoristas da empresa nunca dirigem seus caminhões bêbados.

O porta-voz ainda disse que a Confederação das Indústrias Dinamarquesas e um sindicato da categoria julgaram a greve ilegal e podem impôr multas aos trabalhadores que não voltarem ao serviço.

Fonte: R7