Mundo

13/01/2010 às 08h48

Tarântula de estimação quase cega seu dono

Redação Portal A8

Em janeiro, os olhos começaram a coçar e, depois de 3 semanas, ainda continuavam coçando. O sujeito, de 29 anos, decidiu ir ao hospital da Universidade de

Uma névoa de pelos entrou nos olhos do dono da tarântula (Foto: R7)
Saint James, em Leeds, na Inglaterra, para ver o que havia com aquela conjuntivite que não passava de jeito nenhum.

No hospital, os médicos receitaram antibióticos que, na dosagem recomendada, não fizeram efeito nenhum. O homem voltou lá e disse que o antibiótico não funcionou. Foi então que os médicos decidiram olhar os olhos do paciente mais de perto e, com ajuda de uma lente de aumento, descobriram que havia um monte de ciscos, parecidos com pequenos pelos, espetados em sua córnea.

Quando soube o que os médicos haviam descoberto, o paciente lembrou imediatamente de um dia, antes e começar todo o martírio com seus olhos, em ele estava limpando o aquário onde sua tarântula de estimação fica. Na tentativa de tirar uma mancha mais teimosa, o dono da aranha esfregou a parede do aquário com um pouco mais de força e isso deve ter assustado o bicho.

É uma prática comum entre as tarântulas. Ao se sentir ameaçada, a aranha esfrega suas patas no ventre e libera uns pelos muito pequenos que causam urticária. Quando isso entra no olho, dizem os médicos, é um horror.

E foi justamente isso que aconteceu. O paciente se lembrou do momento em que ele sentiu que havia um movimento no ar e percebeu que, de dentro do aquário, vinha uma névoa de pelos em sua direção. Ele disse que tentou virar o rosto e pensou ter conseguido por tempo o bastante para esquecer o ocorrido.

De tão pequenos, os pelos não podem ser removidos com pinças e, então, ele passou a aplicar remédios nos olhos e os sintomas foram melhorando. Em agosto, pela primeira vez, o paciente disse que a coisa estava suportável e, perto do fim do ano, ele já admitia que via apenas algumas daquelas manchas atrapalhando sua visão.

 

Fonte: R7