Esportes

03/03/2009 às 10h50

Rivalidade e mortes mancham o futebol sergipano

Redação Portal A8

De janeiro de 2008 até o dia 01 de março deste ano de 2009, a rivalidade entre as torcidas organizadas do Estado deixou um rastro de violência e mortes. Neste período quatro jovens foram brutalmente assassinados.

O caso mais recente foi de Jefferson Ramos da Silva morto a pedradas na área externa do Estádio Lourival Batista, momentos após o jogo entre Confiança e América, fato ocorrido domingo passado.

Jefferson, que era torcedor do Confiança e fazia parte da torcida ‘Trovão Azul` foi morto por torcedores da Turma Jovem uma agremiação, também do Confiança.

Em janeiro do ano passado, a vítima da rivalidade foi uma adolescente de 14 anos. Ela foi atingida por um tiro ao tentar defender o irmão da investida de Jefferson dos Santos que foi até a casa da jovem para matar o irmão dela. O motivo: rixa de torcedores. Ele foi preso.

No mês de dezembro do ano passado outro crime chocou os aracajuanos. Um jovem de 15 anos perdeu a vida também por conta de briga entre torcidas. O crime ocorreu numa praça do conjunto Augusto Franco. Hugo Bispo foi preso e em depoimento à polícia confessou que matou por causa de divergências envolvendo torcedores do Esquadrão Colorado e Trovão Azul.

Dia 25 de dezembro/2008 Jamesson de Jesus Vieira foi preso por ter matado a tiros Robson Bispo Santos no bairro Cidade Nova. Ele foi mais uma vítima da rivalidade entre torcedores.

Ainda no ano passado, o Comando de Operações da Polícia Militar conseguiu evitar a explosão de uma bomba caseira. O artefato foi localizado um dia após o clássico entre Sergipe e Confiança em frente a uma clínica na Rua Cedro, nas proximidades do Batistão.