Entretenimento

16/02/2018 às 17h55

Candidatas à Miss Sergipe passarão por crivo vocal

Com informações da Assessoria de Imprensa

Foto: Assessoria de Imprensa

Engana-se quem pensa que para se tornar uma miss é preciso apenas um rostinho bonito, curvas assimétricas e um bom desempenho na passarela. A postura corporal e a comunicação são critérios determinantes para que se consiga a tão almejada faixa. Aliás, são itens avaliados já durante o processo de eliminação. E, acredite, essa avaliação é levada tão à sério que um profissional da Fonoaudiologia é o responsável pela análise.

Em Aracaju, a fonoaudióloga, especialista em voz e canto, Aline Fontes, vai avaliar as 10 candidatas que disputarão o Miss Sergipe Be Emotion 2019 que acontecerá às 19h do dia 21 de fevereiro. No entanto, antes do grande dia, as candidatas ficarão confinadas em um hotel da capital, bem como acontece com o concurso nacional, a ser realizado no mês de maio.

“Vamos avaliar a comunicação verbal e não-verbal que envolve gestos, movimentos e simpatia. Essa comunicação precisa atrair o público”, explica Aline. Ainda segundo a fonoaudióloga, preparadora oficial do concurso em Sergipe, vários critérios serão observados nas candidatas, dentre eles a forma como falam e articulam, assim como o som e tipo da voz, a comunicação corporal, empatia, simpatia, sorriso e até a vestimenta.  

De acordo com Luiz Plínio,  coordenador do evento, a nova miss precisa ser uma mulher que, além de linda, possua outros atributos que façam com que ela se destaque no Miss Brasil. “Saber se expressar e falar em público é um dos pontos mais importantes”, ressalta. Dez municípios sergipanos terão representantes. Todas as candidatas têm entre 18 e 24 anos.

Para Saiury Carvalho, atual Miss Sergipe, concorda que postura, expressão, comunicação e voz são elementos indispensáveis para que sua sucessora alcance patamares altos. “É fundamental. Uma miss utiliza essas ferramentas como plataforma para influenciar positivamente toda a sociedade”, evidencia. 

Ainda segundo Saiury, ela precisa, primeiramente, ter o amor pelo universo das misses. “Quando trabalhamos com amor tudo fica mais leve e flui maravilhosamente bem. Desejo que seja uma mulher empoderada, determinada, focada, humilde. Que tenha a consciência da grande responsabilidade que é representar um Estado”, destaca Saiury. Ela e todos os sergipanos torcem que seja esse mesmo o perfil da nova representante, não é mesmo?


Fonte: Com informações da Assessoria de Imprensa