Eleições 2018

07/12/2018 às 15h54

Operação Extraneus: deputado federal eleito Valdevan Noventa é detido pela PF

Com informações da PF/SE

Nesta sexta-feira (7), a Polícia Federal desencadeou a Operação Extraneus com o intuito de apurar a inserção de declarações falsas em prestação de contas de campanha por parte do candidato eleito ao cargo de deputado federal neste pleito – Valdevan Noventa (PSC).

Valdevan Noventa foi abordado por agentes da PF no início da tarde desta terça enquanto estava em um restaurante localizado na Orla de Atalaia.

De acordo com a nota encaminhada pela PF, as investigações indicam que o candidato "utilizando-se de “laranjas”, simulou a realização de diversas doações em favor de sua campanha, nela aportando valores cuja origem é desconhecida para o custeio de suas despesas".

Além disso, no curso das apurações, a PF verificou "a atuação dos envolvidos com o intuito de direcionar os relatos dos “laranjas” chamados a prestarem esclarecimentos, como forma de mascarar a realidade dos fatos".

Na operação, são cumpridos três mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva nas cidades de Aracaju, Estância e Taboão da Serra-SP e os envolvidos estão incursos, até o momento, no crime do art. 350, caput, do Código Eleitoral, sem prejuízo de novas imputações a serem verificadas na sequência das apurações.

A operação policial foi assim denominada em alusão ao fato do investigado ter sido eleito por Sergipe, mesmo sem ligação domiciliar recente com o Estado, uma vez que, há muitos anos, é radicado em outra unidade da Federação.

Direção do PSC

Sobre Valdevan Noventa estar sendo investigado pela PF, a assessoria de imprensa do deputado federal André Moura, presidente do diretório estadual do PSC, informou que o parlamentar não irá se pronunciar.

Prisão

Após o depoimento na PF, Valdevan Noventa foi encaminhado para a Cadeia Pública Tabelião Filadelfo Luiz da Costa, localizada em Estância.


Fonte: Com informações da PF/SE