Brasil

04/05/2011 às 17h44

Dia das Mães deve elevar em 11% as vendas em shoppings no Brasil

Redação Portal A8

Considerada a segunda maior data do ano para o varejo de shoppings, ficando atrás somente do Natal, o Dia das Mães reserva um incremento de 11% nas vendas, em comparação a mesma data de 2010, segundo pesquisa realizada pela Alshop (Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) junto a mais de 50 varejistas de diversos segmentos.

E os shoppings e comerciantes de centros de compras apostam em diferentes estratégias para manter ativo o interesse dos consumidores, seja por meio de ações agressivas de marketing nos principais veículos de comunicação, ou ainda com o lançamento de novos produtos, e outras promoções.

Estudo realizado pela Alshop em 2009 detectou que 58% dos lojistas usaram destes mecanismos de fidelização e atração de clientes. E o "poder de fogo" dos shoppings continua alto, tendo em vista que a venda nos empreendimentos nacionais representa cerca de 16% do volume de vendas do mercado de varejo brasileiro. Só para efeito comparativo, nos Estados Unidos, a participação das vendas em centros de compras é de 70% do mercado varejista total.

Entre os produtos mais procurados nas lojas durante as compras de Dia das Mães estão: artigos para o lar e objetos de decoração; CDs e DVDs; bijuterias e acessórios; roupas e sapatos, eternas vedetes das mulheres; além de perfumaria e cosméticos. E como as mulheres estão cada vez mais ligadas à tecnologia, itens como tevês de LCD, celulares de última geração, notebooks, também figuram na preferência das mamães.

Já no que diz respeito às contratações de mão-de-obra temporária, enquanto algumas empresas buscarão novos profissionais para atender a maior demanda de consumidores na data, muitos outros aproveitarão os trabalhadores que atuaram em datas anteriores, como a Páscoa, Carnaval e Natal. Por fim, vale ressaltar que, somente no próximo fim de semana, 7 e 8 de maio, mais de 40 milhões de pessoas deverão circular pelos mais de 766 shoppings de todo o Brasil, um incremento aproximado de 10% em relação a 2010.


Fonte: ASCOM/ALSHOP