Brasil

06/10/2009 às 12h18

Diretor da UNE diz que responsáveis por vazamento do Enem devem ser punidos

Redação Portal A8

O diretor de Relações Internacionais da UNE (União Nacional dos Estudantes), Daniel Iliescu, defendeu nesta terça-feira (6) que os responsáveis pelo vazamento da prova do Enem (Exame Nacional do Exame Médio) sejam punidos. O estudante de Ciências Sociais disse que o vazamento e a tentativa de venda da prova do exame é um "crime grave, tanto do ponto de vista penal, quando do ponto de vista político e social".

- Mais de quatro milhões de estudantes foram prejudicados. Acompanhamos as investigações na expectativa de que os responsáveis pelo vazamento sejam punidos.

O estudante afirma que, além do prejuízo imediato causado aos estudantes que tiveram seus calendários alterados, o cancelamento da prova arrisca colocar em xeque uma discussão sobre democratização do acesso à universidade propiciada pelo exame.

- O movimento estudantil acha que o Enem, por ser uma prova nacional e que privilegia o raciocínio em detrimento da `decoreba`, ajuda a democratizar o mecanismo de seleção às universidades.

Iliescu diz ainda que o MEC (Ministério da Educação) tem, com o incidente, uma chance de melhorar seus mecanismos de transparência, segurança e fiscalização na aplicação da prova, servindo como uma "lição" ao ministério.

Ele afirma que a união estudantil vai exigir do MEC a garantia de que não exista nova possibilidade de vazamentos e que a prova seja remarcada para um prazo de no máximo 45 dias.

 

Com informações do R7