Brasil

29/09/2009 às 11h15

Greve de bancários sobrecarrega casas lotéricas

Redação Portal A8

A greve dos bancários atrapalha a vida dos correntistas e começa a sobrecarregar as casas lotéricas. A paralisação dos bancários já provoca falta de dinheiro nas casas lotéricas e ameaça também chegar aos caixas eletrônicos. Além de receber pagamentos de contas, as lotéricas são muito usadas para o pagamento do abono do PIS, do seguro-desemprego e do Bolsa Família por meio do Cartão Cidadão.


A confederação nacional dos bancários afirma que a greve, que já está no sexto dia seguido, mantém fechada 5.786 agências no país. A paralisação atinge todos os estados e o Distrito Federal. A categoria exige aumento salarial, participação nos lucros, melhoria do piso salarial e não aceitaram até agora a proposta de 4,5% feita pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos). Eles reivindicam reajuste de 10%.

A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) garantiu que os serviços de autoatendimento e os bancos que atuam pela internet terão seu funcionamento garantido. Mas já é possível ver filas em postos bancários e lotéricas, porque, além das contas e benefícios, os atendentes precisam fazer os jogos e carregar créditos em celular. A preocupação é se a greve entrar o mês de outubro, quando é época de recebimento de benefícios e pagamentos.

Os correntistas também estão sem atendimento presencial nos postos de autoatendimento das agências. Não é possível abrir ou fechar uma conta, fazer saques de grande valor, receber ordem de pagamento do exterior, comprar ou vender certos tipos de produtos, receber cartões de créditos, por exemplo. Uma saída é conversar com os gerentes das agências, já que eles não aderiram à greve da categoria e devem estar nos estabelecimentos.

Como alternativa aos caixas eletrônicos e às casas lotéricas, os clientes de bancos poderão buscar socorro em supermercados, farmácias e Correios, em um total de 108 mil locais credenciados que também recebem pagamentos de contas de consumo, como água, luz e telefone. Outra opção é recorrer à página do seu banco na internet e ao chamado mobile banking, aquelas operações feitas pelo celular. Outro jeito de pagar contas é ligar para as centrais telefônicas das instituições.

Com informações do R7