Brasil

18/03/2009 às 11h05

Universitários em alta

Reality-show será disputado entre universitários e oferecerá um prêmio de R$ 1 milhão, além de um estágio na Y&R ou na Energy, com salário mensal de R$ 10 mil.

Redação Portal A8

 


"Não é fácil estar motivado na sexta edição de um programa. Acho que só vale a pena repetir uma fórmula quando conseguimos inová-la. Por isso estou tão otimista em relação a esta estréia". As palavras do presidente do Grupo Newcomm - e também apresentador - Roberto Justus dão a dimensão das expectativas de toda a equipe da Record em relação à sexta temporada do reality-show "O Aprendiz", que entra na grade da emissora a partir do próximo dia 9 de abril.

O apresentador e a direção da Record apresentaram nesta semana novidades desta edição que, desta vez, selecionará um estagiário para atuar em uma das agências do Grupo Newcomm. Além do prêmio de R$ 1 milhão, o vencedor também receberá o gordo salário de R$ 10 mil mensais, por um período de um ano.

As cifras do prêmio justificam o recorde de mais de 100 mil inscritos para essa sexta edição da atração. Desse número, 18 foram selecionados (dez mulheres e oito homens) para participar da disputa, que será exibida às terças e quintas-feiras, na faixa noturna de shows da Record.

"Estamos muito satisfeitos de colocar mais uma temporada de `O Aprendiz` no ar, pois, além de ser um sucesso comercial e de audiência, colabora para consolidar a faixa noturna dos reality-shows da emissora", comentou o diretor de programação da casa, Paulo Franco.

A aposta em um leque de participantes mais jovem e em fase universitária tem o objetivo de dar um novo fôlego a atração e abrir espaço para reações mais espontâneas, com maior carga emotiva e espírito de competitividade - características inerentes à faixa etária dos concorrentes. Atualmente, a equipe de produção já gravou seis episódios da temporada, que terá um total de 15 programas.

Cifras e audiência
Para a sexta temporada, a Record comercializou quatro cotas máster de patrocínio, que já foram adquiridas pelas empresas Fiat, Sky, Vivo e Sanoffi-Aventis. Como a disputa é realizada através de várias provas e atividades, a emissora ainda pretende impulsionar o faturamento da atração com inserção de merchandising e de patrocínio de quadros. "Acho que inserir uma marca dentro da dinâmica do jogo é uma das formas mais inteligentes de merchan, porque não interrompe o programa e cria uma boa visibilidade ao anunciante", contou Justus.

A média de audiência da temporada de 2008 do reality-show ficou em 10 pontos no ibope. A idéia é de manter esse nível, porém com algumas alterações do perfil dos espectadores. Já que a disputa será realizada entre os universitários, o grande objetivo é captar a atenção do público jovem, que se interesse pelas questões a respeito de carreira e sucesso profissional.