Sergipe

28/09/2019 às 11h22

Bebê gigante nasce na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes

SES/SE

Foto: Valter Sobrinho | ASCOM SES
A puérpera Paula dos Santos Amarante, 29 anos, natural de Itabaiana, deu a luz na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), unidade gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), de parto cesáreo no último dia 24 de setembro a um bebê de 6,27 kg. O menino, já considerado um gigante para idade gestacional, surpreendeu a todos na maternidade. A mãe ficou em êxtase com o tamanho de seu bebê. A chegada de José dos Santos Amarante movimentou a Lourdinha, que comemorou o nascimento do bebê.

A enfermeira da ala Rosa da MNSL, Angélica Machado Aragão, explicou que o bebê nasceu de uma idade gestacional avançada com 41 semanas e quatro dias. “A paciente foi avaliada no município de Itabaiana e perceberam a necessidade de que ela comparecesse à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes. Não é um fato comum, não são esperados bebês acima de 5kg. Esse bebê nasceu com mais de 6kg, é um bebê que chamamos de GIG (gigante para idade gestacional), um bebê que requer cuidado com o controle glicêmico, precisa de uma avaliação mais minuciosa para entender o aumento do peso da criança”, alertou a enfermeira.

Ela disse ainda que a paciente não tem relato de diabetes na gestação e essa é a sua quarta gestação, porém a maternidade depois do parto, investiga se há relato de diabete gestacional associada. Paula disse que ficou surpresa com o tamanho do seu bebê e vai precisar refazer o enxoval e comprar peças maiores para vesti-lo. Ela contou que fez o pré-natal e que sua alimentação durante a gestação foi normal.

“Tive meu filho de parto cesáreo e também fiz a ligadura de trompas, tenho mais três filhos, uma menina e três meninos, sendo José o quarto. Eu vim para Lourdinha, encaminhada pela médica, sou natural de Rio das Pedras, em Itabaiana, fiz todo o meu pré-natal lá completo com oito consultas. A gestação foi boa e tranquila, meu bebê está na Unidade Intermediária da MNSL porque nasceu fortinho. Eu não fui diagnosticada com diabetes. Nós teremos alta no final de semana, o atendimento aqui é muito humanizado”, afirmou a mãe.


Fonte: SES/SE