Sergipe

06/08/2019 às 11h20

SAMU Sergipe comemora 17 anos salvando vidas

SES

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), festeja seus 17 anos de existência salvando vidas no estado de Sergipe, em solenidade que acontece nesta terça-feira, 6, a partir das 19h, no Auditório do Bloco G, da Universidade Tiradentes (UNIT).

Com mais de 60 mil atendimentos por ano, o SAMU Sergipe, além de proporcionar a assistência pré–hospitalar móvel, realiza campanhas educativas de promoção e prevenção em saúde como, por exemplo, “Sou amigo do SAMU, não passo trotes”; “Sou amigo do SAMU, uso capacete”; “Sou amigo do SAMU, não uso celular ao volante”; a fim de diminuir o número de trotes, a ocorrência de acidentes de trânsito e a violência urbana e pessoal. De acordo do a superintendente, Conceição Mendonça, atualmente o SAMU conta com 1.086 profissionais que atuam de forma integrada, humanizada e com respeito toda a população sergipana.  “São médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, condutores de veículos de urgência, Telefonistas Auxiliares de Regulação Médica – TARM, Rádio Operadores – RO, administrativos, serviços de apoio à vigilância e limpeza e de gestão, voltados para a saúde pública proporcionando qualidade da assistência à população, garantia de acesso igualitário como meta de compromisso e respeito aos que necessitam do SUS em Sergipe”.

O evento contará com a presença de representantes do Governo, membros do SAMU e daqueles que, de alguma forma, compõem a história do SAMU Sergipe. “Há 17 anos um importante capítulo na saúde pública de Aracaju fica na história da população. É nesse clima de prosperidade que os sergipanos recebem o Serviço de Atendimento Municipal de Urgência – SAMU 192 Aracaju. Enquanto autora desse projeto, junto com Marcio Barreto e Clóvis França, me sinto coroada de gratidão e agradecimento a Deus pela equipe que podemos formar, pelos aprendizados e principalmente pela coragem e ousadia de enfrentar um projeto de transformação e consolidação da saúde pública em Sergipe.”, concluiu a superintendente.


Fonte: SES