Sergipe

03/08/2019 às 12h31

Prefeitura reabre ala cirúrgica do hospital Fernando Franco

Agência Aracaju de Notícias

Após meses de trabalho, a Prefeitura Municipal de Aracaju conseguiu recompor as escalas médicas da ala cirúrgica do Hospital de Pequeno Porte (HPP) Fernando Franco (Zona Sul).

Com isso, o plantão, que funcionava apenas de maneira restrita, volta a funcionar normalmente. O impedimento da plena atividade do setor era decorrente da intervenção ética realizada no final de janeiro deste ano pelo Conselho Regional de Medicina (Cremese), após a evasão em massa de dezenas de médicos contratados que faziam parte do quadro de profissionais da unidade de saúde.

A secretária de Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, acompanhou a reabertura na tarde desta sexta-feira, 2, e ressaltou a importância do trabalho e esforço que vinha sendo realizado para recompor as escalas médicas da rede de Urgência da Capital.

"Estamos trabalhando desde o início do ano com o credenciamento para pessoa jurídica, com o intuito de compor essas escalas e preencher as lacunas, infelizmente, é uma realidade em todo o país. Desde a interdição, trabalhamos arduamente no sentido de buscar recompor as escalas e poder prestar um serviço de maior qualidade para os usuários, além de poder dar condições melhores de trabalho para os próprios profissionais", explicou.

Ainda segundo a secretaria, o trabalho realizado pela prefeitura no Fernando Franco tem ido, ao longo dos últimos meses, além da intervenção do Cremese. "Continuamos na luta para manter as escalas da clínica médicas, da ortopedia e de pediatria. Também estamos avançando em algumas coisas, como a busca por um atendimento mais humanizado e com prontuário eletrônico. Estamos caminhando para realmente completar todas essas melhorias que buscamos implementar aqui na Saúde desde o início da gestão", complementou.

Responsável pela fiscalização, o primeiro secretário do Cremese, Gustavo Melo Moura, também comentou a reabertura da ala cirurgia da unidade.

"A única especialidade médica que continuava interditada era a Cirurgia. A gente fez essa fiscalização agora, por provocação da própria prefeitura, em ter protocolado as escalas lá no Conselho. Por conta disso, viemos aqui fiscalizar e constatamos a existência destes cirurgiões. Por conta disso, finalizamos hoje a interdição, após meses de plantões restritos", ressaltou.


Fonte: Agência Aracaju de Notícias