Sergipe

28/05/2019 às 15h15

Operação Cronos 2: Polícia Civil de Sergipe prende 25 adultos e apreende um adolescente envolvidos com homicídios e feminicídios

SSP/SE

Policiais civis de 21 estados e do Distrito Federal participam nesta terça-feira (28) de mais uma Operação Cronos, deflagrada para combater os crimes de homicídio e

Foto: SSP/SE
feminicídio. Coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil, a ação acontece de forma integrada e conta com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Até o momento, 199 pessoas foram presas, sendo 177 por homicídios e 22 por feminicídios. Sete adolescentes foram apreendidos.

O objetivo da Operação Cronos 2 é cumprir mandados de prisão contra pessoas acusadas de feminicídio – ou seja, o homicídio de mulheres por violência doméstica ou discriminação de gênero – e homicídios. Em Sergipe, a segunda fase da operação Cronos prendeu 25 pessoas. Durante a ação, um adolescente também foi apreendido.

Com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), a operação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC). O monitoramento da operação é realizado direto do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em Brasília (DF).

 “Essa é uma nova operação coordenada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia, onde 21 estados e o Distrito Federal do nosso país participam da ação. Todas as polícias civis estão envolvidas, buscando o cumprimento de mandados de prisão relacionados aos crimes de homicídio e feminicídio. A Polícia Civil aproveita a oportunidade inclusive para chamar a atenção da população sobre a necessidade e importância da preservação do local de crime. Sabemos que a intenção muitas vezes é ajudar, entretanto em muitas situações o local de crime acaba sendo desconfigurado. Nada deve ser tocado no ambiente após o crime, devendo o ambiente ser preservado até a chegada dos peritos e da polícia", destacou a delegada geral da Polícia Civil, Katarina Feitoza.

Em Sergipe, a Polícia Civil realizou prisões nos municípios de Aracaju, Rosário do Catete, Cristinápolis, Itabaiana e Graccho Cardoso, contando com o emprego de 110 policiais civis.

Primeira fase

Deflagrada  em agosto de 2018, a primeira fase da Operação Cronos resultou na prisão de mais de 2,6 mil pessoas em todo o país. Além disso, foram apreendidos 341 adolescentes. Segundo o Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil divulgou à época, 42 pessoas foram presas por feminicídio; 404 por homicídio; 289 presos por crimes relacionados à Lei Maria da Penha; 640 foram autuadas em flagrante por posse ou porte irregular de arma de fogo, tráfico de drogas e outros crimes; e outras 1.252 pessoas foram detidas em decorrência de mandados de prisão expedidos por outros crimes.

Durante a primeira fase, foram apreendidas 146 armas de fogo e aproximadamente 383 quilos de entorpecentes, como maconha, cocaína e crack. Mais de 7,8 mil policiais civis de todo o país participaram das ações.


Fonte: SSP/SE