Sergipe

10/05/2019 às 10h36

Acusado de matar esposa na frente das filhas é condenado a 25 anos de prisão

Redação Portal A8

Foto: SSP/SE
O julgamento do crime de feminicídio, que acabou na morte de Gilvânia da Cruz Santos de 45 anos em abril de 2018, terminou por volta das 8h30 desta quinta-feira (08) no Tribunal de Justiça de Sergipe. Ela foi assassinada pelo marido Gilvan Ferreira de Andrade, de 47 anos.

O acusado foi ouvido durante a audiência e a justiça condenou a 25 anos e dois meses de prisão, ele foi absolvido do crime de porte de arma. Gilvan foi julgado pelos crimes de cárcere privado, tortura e feminicídio.

Gilvan confessou que matou a esposa, Gilvânia da Cruz Santos, de 45 anos. Segundo ele, o crime foi motivado por ciúmes. Gilvan suspeitava que Gilvânia teria um relacionamento com um amigo dele e já havia alertado a esposa sobre as suspeitas