Sergipe

02/05/2019 às 10h38

Assaltantes fortemente armados arrombam duas agências bancárias em Umbaúba

Redação Portal A8

Foto: Redes Sociais
Moradores da cidade de Umbaúba, localizada no sul de Sergipe viveram momentos de terror na madrugada desta quinta-feira (02). Segundo relatos de pessoas que presenciaram os assaltos, cerca de dez pessoas encapuzadas chegaram disparando contra duas agência bancárias da cidade. O objetivo da quadrilha seria chegar ao cofre dos bancos e levar o dinheiro. As agências do Banco do Brasil e do Banese foram arrombadas pelos indivíduos, que segundo os relatos estavam fortemente armados, com armas do  tipo fuzil e pistolas.

As agências ficam localizadas na mesma rua, eles teriam utilizado grampos nas rodovias que dão acesso à cidade para dificultar a ação policial, os grampos furaram pneus de carros e caminhões que passaram na rodovia. Eles chegaram a fazer um vigilante de rua refém, que em seguida foi liberado. Até o momento ninguém foi preso e não há informação sobre a quantidade de dinheiro roubado.

Por meio de nota a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, informou que o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) vai investigar as explosões registradas em duas agências bancárias na cidade de Umbaúba, região Sul do estado. Segundo informações de populares, já repassadas à polícia, homens armados chegaram ao local e explodiram as agências.

Os investigadores realizaram os primeiros levantamentos, ouviram depoimentos de testemunhas e também de funcionários dos bancos, para saber como foi o modo de ação dos bandidos e o que foi levado.

Esse é o primeiro caso de explosão a bancos este ano em Sergipe. Ano passado foram registrados três, todos eles com autores identificados e presos. No início de abril, seis homens que explodiriam uma agência em Simão Dias morreram em confronto com a polícia. Três foram presos.

Neste momento, uma equipe de peritos do Instituto de Criminalística se desloca à cidade de Umbaúba, onde fará levantamentos sobre os danos causados pelo delito e encontrar possíveis resíduos dos explosivos usados na ação. O trabalho desses profissionais visa também identificar os tipos de explosivos utilizados no crime, para posterior confecção de laudo pericial.