Sergipe

08/04/2019 às 14h46

Obras da avenida Beira Mar: prefeitura esclarece pagamento com empresa

Redação Portal A8

Após ter circulado a informação de que o recapeamento asfáltico que está em andamento no corredor da avenida Beira Mar havia sido paralisada por falta de pagamento, a

Foto: Ana Lícia Menezes/PMA
Prefeitura de Aracaju informou que a assertiva não é verdadeira.

De acordo com a nota encaminhada pela administração municipal, o prazo do pagamento para a empresa “ESS Engenharia Sinalização e Serviços Especiais” ainda não venceu. “A empresa emitiu a fatura no dia 20 de março de 2019 e a medição continha alguns itens em desacordo com os serviços executados. A empresa fez as correções, o engenheiro fiscal atestou o documento e o processo de pagamento foi iniciado a partir do dia 27 de março, após tramitação no departamento financeiro da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) e encaminhamento da fatura para a Secretaria Municipal de Planejamento (Seplog), que remete à Caixa Econômica para proceder o repasse dos recursos”, registrou.

Além disso, a prefeitura ratificou que o prazo de pagamento é de 30 dias. “Portanto, com vencimento em 27 de abril de 2019. A ‘ESSE Engenharia informou à Emurb que os equipamentos foram retirados para sua manutenção e que os trabalhos serão retomados esta semana. A obra está dentro do cronograma previsto inicialmente e essa diminuição do ritmo não vai comprometer o prazo de conclusão. Até o momento, foram feitos fresagem e recapeamento asfáltico em cerca de 4 km da via”, apontou a nota.

Obra

Segundo a Prefeitura de Aracaju, a avenida Beira Mar será totalmente recuperada. “A obra foi iniciada em 25 de janeiro e até o final do ano será concluída. Está sendo feira a remoção do pavimento atual e a aplicação de uma nova camada de asfalto. As melhorias, que somarão um investimento de R$ 9,8 milhões, são mais uma etapa do Plano de Mobilidade Urbana da capital, cujos recursos foram financiados pela Caixa Econômica por meio do Programa Pró-Transporte”, informou.

Na obra, conforme detalha a prefeitura, está sendo realizada a fresagem no pavimento existente. “Que consiste na retirada da antiga pavimentação para ser executada uma nova camada asfáltica. Também serão construídas cerca de 100 rampas para acesso de pessoas com deficiência, calçadas e sinalização vertical e horizontal nos 10 km de extensão da avenida, desde a região dos Mercados Centrais até o terminal de ônibus do bairro Atalaia. Essa obra tem uma característica inovadora na área da sustentabilidade. Todo o material retirado na fresagem é encaminhado para a usina de asfalto da Emurb para ser reciclado e reutilizado nas obras de recapeamento asfáltico em diversas vias da cidade”, pontuou.