Sergipe

28/11/2018 às 15h51

Adema afirma que decisão de fechar matadouro foi do prefeito de Riberirópolis

Redação Portal A8

A direção da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) emitiu uma nota para esclarecer a situação do matadouro da cidade de Ribeirópolis fechado nesta quarta-feira (28). “Em primeiro lugar, a decisão de fechar o local partiu do prefeito Antônio Passos”, afirmou o diretor-presidente do órgão, Gilvan Dias.

De acordo com o material que chegou para a equipe de reportagem do portal A8SE, o prefeito fechou o matadouro de Ribeirópolis por não se adequar aos procedimentos essenciais para aquisição da licença ambiental. “Não existe protocolado na Adema nenhum pedido de regularização do matadouro, se quer a prefeitura também não realizou qualquer consulta prévia para regularizar o local, é saber dos requisitos de admissibilidade para a promoção da licença”, pontuou.

Sobre a dívida, o diretor-presidente lembra que a Adema está em campanha de regularização de multas. “Estamos abertos para negociar com qualquer entidade, seja pública ou privada, seja pessoa jurídica ou física, estamos em equipe todos os dias de segunda a sexta, na Adema para equacionar e resolver pendências, inclusive de negociação de multas, ainda tem a campanha de 'Conversão de Multas Ambientais'. Também não há em nossos registros nenhum protocolo de representantes da Prefeitura de Ribeirópolis para regularizar o matadouro”, pontuou Gilvan Dias.

Ainda sobre as multas, a Adema explica que se dá pela “reincidência do município infringir as Leis Ambientais e nas reincidências do município em infringir as condicionantes e o de não busca a regularização das Licenças e nem buscar negociar ou até converte multas sofridas”.

Por fim, na nota da Adema, o diretor-presidente salienta que o órgão está à disposição das autoridades de Ribeirópolis para regularizar a situação.