Sergipe

09/10/2018 às 11h01

Justiça nega mais uma vez pedido de liberdade do radialista George Magalhães

Redação Portal A8

Na manhã desta terça-feira (09), o Tribunal de Justiça julgou o pedido de habeas corpus para o radialista George Magalhães. O pedido foi negado por dois votos a um.

A sessão foi acompanhada pelos advogados da vítima e do acusado. Depois de ler todo o processo, o desembargador Edson Ulisses votou a favor do habeas corpus, alegando inconsistência no depoimento de uma testemunha.

Ele sugeriu que fossem aplicadas medidas protetivas e monitoramento eletrônico, mas o voto dele foi vencido pelos votos da relatora, a desembargadora Ana Lúcia Anjos e do presidente da Câmara Criminal, desembargador Diógenes Barreto, que votaram pela manutenção da prisão.

A defesa da vítima disse que respeita o posicionamento do desembargador Edson Ulisses, mas discorda que haja conflito com a testemunha.

O caso

o radialista George Magalhães foi preso pela polícia civil de Sergipe no dia 13 de setembro na residência dele no bairro Atalaia, acusado de estupro e de coação de testemunha.

Com decisão o radialista continua preso no Cadeião de Estância. A defesa sustenta que não há requisitos para a manutenção da prisão, e que vai esperar a publicação do acórdão para entrar com novo recurso.