Sergipe

05/10/2018 às 08h29

Dia das crianças pode movimentar mais de R$ 9 bilhões no país

Com informações ascom CNDL

Dia das crianças pode movimentar mais de R$ 9 bilhões no país

 

Gasto médio de cada consumidor com presentes será de R$ 187. Maioria pretende pagar produtos à vista e 80% pesquisarão preços antes de comprar

Apesar da lenta retomada da economia refletir no ânimo dos brasileiros, a maioria dos consumidores (72%) deve ir às compras este ano no Dia das Crianças — em especial as mulheres (77%). É o que revela pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) em todas as capitais. No ano passado, 67% compraram presentes na data. Para 2018, a expectativa é de que o varejo movimente cerca de R$ 9,4 bilhões.

Diante de um cenário com alto índice de desemprego e renda achatada, os gastos do consumidor também prometem ser ponderados. De acordo com o levantamento, (39%) dos entrevistados que presentearão, principalmente filhos, sobrinhos, netos ou afilhados, pretendem gastar o mesmo valor que o ano assado, enquanto 24% planejam comprar menos. No total, cada consumidor deve desembolsar, em média, R$ 187 com presentes.

O Dia das Crianças representa a última festa comemorativa antes do Natal e dará sinais de como será o desempenho das vendas no final do ano. “As intenções de compra da data servirão de termômetro para o fim de ano, ao trazer as primeiras impressões do que deve acontecer no Natal, principalmente em um momento que o poder de compra das famílias continua sendo afetado pelas dificuldades econômicas”, explica a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Sergipe – Para a FCDL/Sergipe, presidida pelo empresário Edivaldo Cunha, a data também representa um bom começo de esperança para recuperação da economia do país, apesar de este ano o cenário político e econômico ainda não favorecer ao comércio e setores produtivos.

A CDL/Aracaju também espera que os segmentos de brinquedos, roupas, artigos eletro eletrônicos sejam bem aquecidos na data 12 de outubro, devido principalmente a tradição de pais, avós, tios e padrinhos brindarem os “pequenos” com lembranças variadas.

“A nossa torcida é para que se registre um pequeno aumento em relação ao ano passado. Se isto acontecer, já estaremos no lucro”, pontua Brenno Barreto que é o presidente da CDL da capital sergipana.


Fonte: Com informações ascom CNDL