Sergipe

10/09/2018 às 17h41

Huse e MNSL: médicos fazem paralisação de 24h

Redação Portal A8

Os médicos do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) decidiram paralisar as atividades por 24h em

Reprodução da TV Atalaia
forma de protesto em razão das distorções salariais. Segundo a categoria, muitos profissionais trabalham com a mesma carga horária e função, mas recebem remuneração diferenciada.

De acordo com Elton Monteiro, vice-presidente do Sindicato dos Médicos (Sindimed), existem médicos com mais de 30 anos de Estado que ganham menos que aqueles que possuem cinco anos de atividade. “Sobre essas distorções, a gente conversou com o governador em maio e ele se comprometeu a resolver. Mas, até agora ele fez a proposta de reduzir os salários dos obstetras e neonatos da maternidade”, disse.

Elton Monteiro registrou ainda que a paralisação reivindica que o governador cumpra palavra. “E conserte as distorções que começaram em 2011 com a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS)”, acrescentou.

Serviços

Por fim, o Sindimed assegurou que os serviços de urgência não serão comprometidos. “Já as consultas eletivas e cirurgias foram reagendadas sem prejuízo aos pacientes”, pontuou.

Nota de esclarecimento

Diante do movimento dos médicos, o Governo do Estado, por meio da FHS, informou que o diálogo com o Sindimed sempre esteve aberto. “E realizou nos últimos meses oito reuniões com a categoria e injustificadamente o Sindimed precipitou uma paralisação. O Governo se coloca à disposição da categoria para a continuidade das discussões e já tem agendada nova reunião com o Sindimed nesta quarta-feira (12) para mais uma vez buscar uma saída que não prejudique o atendimento da população que necessita da Saúde do Estado”, concluiu a nota divulgada.

Confira a matéria completa no Balanço Geral Sergipe: