Sergipe

08/09/2018 às 08h40

Polícia civil de Estância age rápido, elucida homicídio e prende em flagrante executor do crime

SSP/SE

A Polícia Civil de Estância elucidou o homicídio praticado na manhã deste sábado (08) na Av. Jornalista Augusto Gomes, Bairro Cidade Nova, Estância.

Por volta das 5h30 deste sábado (08), a vítima João Santos Silva, de 31 anos, estava caminhando na mencionada avenida, quando a pessoa de Diego Oliveira Santos, de 22 anos, chegou até o local, se aproximou da vítima e, de posse de uma faca, aplicou vários golpes contra ela, que devido a gravidade das lesões chegou a ter evisceração, vindo a óbito no local do crime.

A Delegacia Regional de Estância foi então acionada, tendo os policiais se dirigido ao local do crime, obtido imagens das câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais e, após várias diligências investigatórias, conseguido identificar Diego como executor do crime, sendo realizada a sua captura, bem como a apreensão da camisa e boné que ele usava no momento do crime.

Diego foi autuado em flagrante pela prática de homicídio, tendo confessado a prática do crime em seu interrogatório, afirmando que executou a vítima pelo fato apenas de acreditar que ela seria irmã de uma pessoa que teria supostamente furtado sua motocicleta durante a madrugada.

Segundo o Delegado Allan Faustino, foi também identificado o indivíduo que levou Diego ao local do crime e deu fuga ao mesmo após a prática do delito, tratando-se da pessoa de Alan Clementino Conceição dos Santos, que conduziu, na ocasião do crime, uma Honda/CB300 de cor preta, que foi localizada no Bairro Botequim e apreendida pelos policiais. Alan não foi localizado para ser capturado, se encontrando em local ignorado.

Ainda segundo o Delegado Allan Faustino, a resposta rápida dada a esse crime, que chocou os moradores do Bairro Cidade Nova, demonstra a efetividade e o comprometimento da equipe de Policiais da Delegacia Regional de Estância no combate ao crime, informando que todos os inquéritos policiais relativos a homicídio que foram concluídos até o momento, no ano de 2018, foram elucidados, restando apenas três investigações serem concluídas. "A nossa busca é por 100% na elucidação dos homicídios e latrocínios", afirmou o delegado regional.

O preso será encaminhado para Delegacia de Polícia da Capital, onde permanecerá a disposição da Vara Criminal de Estância.


Fonte: SSP/SE