Sergipe

03/09/2018 às 07h49

Corpo do sargento Borges morto durante assalto é sepultado em Boquim

Redação Portal A8

O corpo do sargento Marcos Antônio Borges de Campos, morto durante assalto em Aracaju, foi sepultado neste domingo (02), no município de Boquim, interior de Sergipe. O cortejo pelas ruas do município reuniu uma multidão e foi marcado por homenagens.

 O velório aconteceu Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora do Loreto, no Conjunto Eduardo Gomes, município de São Cristóvão. Colegas de farda e familiares lamentaram a morte do sargento.

O policial estava em uma chácara no povoado Matapuã, no bairro Mosqueiro, no sábado (1º), quando ele comemorava com a família a recente promoção a terceiro sargento da polícia militar. O sargento Borges estava acompanhado da esposa, dos filhos, da nora e da neta de seis anos. Na casa estavam seis adultos e uma criança, a família foi surpreendida no começo da noite por dois homens armados e encapuzados, para defender a família, o policial trocou tiros com o bandido e acabou morrendo.

Antes de morrer, ele ainda conseguiu enviar um áudio, através das redes sociais dizendo o que tinha acontecido e pedindo ajuda. Durante o confronto, o militar alvejou um dos assaltantes, que também morreu no local.

O homem foi identificado como Gedson dos Santos, de 26 anos e era ex-presidiário. O outro assaltante conseguiu fugir, segundo os familiares, ele também foi baleado. Durante toda noite foi intensa a movimentação de policiais na região.

Segundo relatos de familiares, os bandidos trancaram a esposa dele e a filha em um quarto e ele morreu defendendo todos.

O sargento Borges

O sargento Antônio Marcos Borges de Campos tinha 45 anos, metade da vida dedicada a polícia militar, onde prestou serviços por 24 anos, de forma honrosa e abnegada.

Ele fazia parte da Corporação desde 1994 e acumulava elogios dos colegas de farda por conta  da conduta moral e profissional com que sempre atuou.