Sergipe

30/08/2018 às 10h22

Prefeitura deve se pronunciar sobre possível negociação com Sindmed até a próxima segunda-feira

Redação Portal A8

Foto: Asessoria
Na manhã desta quinta-feira (30), foi realizada uma audiência de conciliação entre o Sindicato dos Médicos e a Prefeitura de Aracaju no Tribunal de Justiça de Sergipe. Os profissionais estão em greve há mais de 40 dias e reivindicam o reajuste salarial que, segundo eles, não acontece há dois anos.

A reunião durou mais de uma hora e o prefeito Edvaldo Nogueira não participou da conciliação e foi representado pela secretária de Saúde, Waneska Barboza, que preferiu não se pronunciar no momento.

Segundo o presidente do Sindicato dos Médicos, João Augusto, a categoria recuou no que diz respeito ao valor do reajuste salarial, que era solicitado para atingir o piso salarial, mas ele recuou e pede pelo menos da prefeitura o reajuste com base na inflação. O presidente informou ainda que a categoria tem o interesse na negociação. Caso a prefeitura concorde com a negociação, há a possibilidade de terminar a greve, afirmou João Augusto.

Prefeitura de Aracaju

Já a Secretaria de Saúde, contou que na audiência foi formulada e proposta pelo sindicato de concessão de reajuste linear de 2,94% a partir de outubro deste ano, e a tabela única a partir de 2019. Diante disso, o desembargador relator Diógenes Barreto ressaltou a necessidade de suspensão da sessão, e propôs que fosse estabelecida uma negociação, com definição de um calendário de reuniões, devendo o prefeito Edvaldo Nogueira ser ouvido para que, ao final, fosse comunicado se há a possibilidade de acontecer a negociação.

“Após a apresentação das propostas, foi dado ao município o prazo até segunda-feira, 03, para responder sobre a negociação da categoria. Diante desse cenário, o procurador-geral, Netônio Machado, se prontificou a conversar com o prefeito para que seja decidido sobre a possibilidade de abertura das negociações, nos termos citados”, detalhou a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.