Sergipe

29/08/2018 às 10h02

Justiça nega pedido de liberdade aos envolvidos na Operação Jardim do Éden

Redação Portal A8

Na manhã desta terça-feira (28), o Tribunal de Justiça de Sergipe expediu um mandado de prisão contra o réu Pedro Paulo Alves Vieira de 18 anos e no final da tarde do mesmo dia ele chegou na sede do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil acompanhado do advogado de defesa.

Na vara criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe foram julgados cinco pedidos de habeas corpus, entre eles o de Pedro Paulo, todos foram negados a desembargadora pela Ana Angelica França e Souza deu voto para manter a liminar que assegura a liberdade dos acusados já a desembargadora Ana Lúcia dos Anjos, que pediu vista  na audiência da semana passada, e o desembargador Roberto Porto consideraram as provas da investigação do Denarc e votaram contra a extensão da liminar.

A decisão dos desembargadores expedida hoje, determina que os réus que tiveram a prisão preventiva decretada permaneçam presos até o final do processo. Mas os advogados de defesa devem entrar com pedidos de habeas corpos junto ao Superior Tribunal de Justiça.

Pedro Paulo foi preso no dia 26 de junho deste ano, durante a segunda fase da operação Jardim do Éden, com ele, a polícia encontrou maconha e êxtase.

A operação Jardim do Éden foi deflagrada em duas fases e desarticulou um grupo que segundo a polícia seria responsável pelo tráfico de drogas sintéticas e a comercialização de anabolizantes em Sergipe. Treze suspeitos foram presos.